Boechat pulou e helicóptero caiu em cima dele, afirma testemumha

Boechat pulou e helicóptero caiu em cima dele

Boechat pulou e helicóptero caiu em cima dele

Uma testemunha do acidente com o helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera no início da tarde desta segunda-feira (11) afirmou que viu o passageiro pulando da aeronave, que depois caiu sobre ele. Ricardo Boechat, jornalista e colunista da revista ISTOÉ, e o piloto faleceram no acidente. As informações são do G1 e da TV Bandeirantes. Boechat pulou e helicóptero caiu em cima dele

Leia mais: Vídeo mostra momento da queda do helicóptero que resultou na morte de Ricardo Boechat

Boechat pulou e helicóptero caiu em cima dele

Uma pessoa pulou do helicóptero, o piloto ficou dentro do helicóptero. A pessoa caiu na pista, era o que tinha pulado primeiro. Ele pulou na pista, caiu no chão e o helicóptero caiu em cima dele, declarou a vendedora Leilane Rafael da Silva, de 29 anos, na delegacia onde o caso foi registrado.

Leilane prestou depoimento à polícia e depois foi entrevista por jornalistas no local. Em imagens que circulam nas redes sociais, ela aparece tentando ajudar o motorista do caminhão que acertou o helicóptero na rodovia. Ela diz que gostaria de ter salvado as vítimas fatais, mas não conseguiu. “Eu queria salvar ele. Porque o piloto não pulou, fico dentro do helicóptero”, disse.

O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), aos 66 anos, em São Paulo.

O jornalista estava em helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo.

Ele estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda, de acordo com jornalistas da TV Band.

A aeronave era um Bell Helicopter, fabricado em 1975. Com capacidade para cinco pessoas, sendo um piloto e quatro passageiros, esse tipo de aeronave é considerado seguro.

Acidente

O chamado de socorro foi feito às 12h14. A queda ocorreu perto do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco. De acordo com a CCR Rodoanel Oeste, que administra o Rodoanel, houve uma terceira vítima com ferimentos, o motorista do caminhão.

Segundo informações iniciais, o helicóptero saiu do hangar Sales, no Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, que ficou destelhado após um vendaval nas últimas semanas.

Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio.

Compartilhe