Lauro de Freitas: Homem é espancado na fila do recadastramento biométrico

Homem é espancado na fila do recadastramento biométrico

Homem é espancado na fila do recadastramento biométrico em Lauro de Freitas

Caso ocorreu no município na região metropolitana de Salvador, nesta segunda-feira (11).

A fila para o recadastramento biométrico na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, foi marcada por muita confusão e até agressão física, na manhã desta segunda-feira (11). Um vídeo mostra o momento em que um homem é agredido no rosto por outro que se apresenta como auditor da Receita Federal. Homem é espancado na fila do recadastramento biométrico

Leia mais: Vídeo mostra momento da queda do helicóptero que resultou na morte de Ricardo Boechat

Lauro de Freitas está entre as 34 cidades baianas que precisam realizar o recadastramento biométrico até o dia 22 de fevereiro. A convocação foi feita pelo TRE em novembro de 2018. Na cidade, o serviço é feito no Ginásio de Esportes do município.

Muitas pessoas chegam a dormir na fila para conseguir fazer o recadastramento. Os primeiros eleitores relataram que chegaram ao local às 17h de domingo para serem atendidos nesta segunda.

A confusão na manhã desta segunda teria ocorrido após um homem, que chegou ao local de manhã, ter entrado na fila na frente de outras pessoas que já estavam no local, afirmando que senhas teriam sido vendidas. O homem chegou dizendo que esteve no local às 19h de domingo e que tinha ido em casa para retornar na manhã desta segunda.

O homem que foi agredido no rosto por outro rapaz que quis furar a fila foi Claiton Nascimento, que no vídeo aparece de camisa verde. Ele disse que chegou ao local para ficar na fila às 23h de domingo (10) e que a discussão com o homem começou quando ele percebeu que ele estava querendo entrar na fila se dizendo “autoridade”.

No vídeo, os dois aparecem discutindo até que o homem que se disse auditor agride Claiton no rosto. Claiton esboça uma reação, mas é contido por outras pessoas que estão no local.

Após a confusão, a PM foi acionada e foi ao local para conter os ânimos. O homem de azul, que aparece na imagem agredindo Claiton, aparece em outro vídeo sendo abordado pelos policiais. Não há informações se ele é realmente auditor da Receita.

Claiton afirmou que, mesmo tendo dormido na fila, não conseguiu fazer o recadastramento nesta segunda. Ele disse que foi na delegacia da cidade e registrou uma ocorrência.

Biometria

O TRE informou que a revisão biométrica é obrigatória e o eleitor que não comparecer até 22 de fevereiro terá o título cancelado. Os interessados no serviço devem apresentar um documento de identificação pessoal com foto e um comprovante de residência atualizado.

A convocação foi feita pelo TRE em novembro de 2018. A ação faz parte do 2º Ciclo do Projeto Biometria na Bahia. O prazo na maior parte dos lugares vai até fevereiro de 2019. A meta do TRE-BA é biometrizar todo o estado até 2021.

As cidades de Mata de São João, Barra do Choça, Planalto e Itanagra também estavam nessa fase de cadastramento, entretanto, nesses municípios, o cadastramento da biometria ocorreu apenas até 30 de novembro de 2018.

O TRE-BA explicou que essas cidades possuíam alto percentual de eleitores já biometrizados, cerca de 85%, e, por isso, o prazo para o cadastramento nos municípios de Mata de São João, Barra do Choça, Planalto e Itanagra foi reduzido.

São obrigados a fazer o recadastramento todos os eleitores, inclusive aqueles que o voto é facultativo, mas desejam continuar a exercer o direito ao voto (analfabetos; eleitores com idade entre 16 e 18 anos; os maiores de 70 anos de idade).

O cidadão que não atender à convocação da Justiça Eleitoral terá o título cancelado e não poderá, por exemplo, obter passaporte, tomar posse em concurso público, renovar matrícula em instituição de ensino, entre outros impedimentos previstos no art. 7º do Código Eleitoral.

Compartilhe