Rapaz que matou namorada e cunhado alega legítima defesa

Rapaz que matou namorada e  cunhado alega legítima defesa

Rapaz que matou namorada e  cunhado alega legítima defesa Após quatro dias do crime, rapaz se apresentou à polícia, que havia pedido sua prisão temporária.

Matheus Fernandes da Silva, de 22 anos, assassino confesso da ex-namorada e do irmão dela, alegou legítima defesa à Polícia Civil. Ele foi preso em Guarujá, no litoral de São Paulo, por determinação judicial, ao se apresentar voluntariamente na delegacia, na quinta-feira (24).

O crime ocorreu no domingo (20). Os irmãos Nathália Aparecida dos Santos Silva, de 20 anos, e Matheus Santos Silva, de 14, foram encontrados esfaqueados dentro de casa por familiares. O então suspeito foi flagrado fugindo do local após o ocorrido.

Em depoimento ao delegado Estevam Gabriel Urso, do 1º Distrito Policial da cidade, Matheus afirmou que mantinha um relacionamento com Nathália há cerca de um ano, mas sempre com idas e vindas. Entretanto, o rapaz alega que a jovem era “muito ciumenta” e que “sempre lhe batia”.

Rapaz que matou namorada e cunhado alega legítima defesa

Nathália e Matheus foram mortos dentro de casa (Foto: Arquivo Pessoal)

Na ocasião do crime, ele havia dormido na residência dela. O rapaz afirma que, pela manhã, avisou a namorada que iria para a casa da mãe e, ao final daquele domingo, ainda visitaria a tia de um amigo em São Vicente. No local, ele adiantou à jovem que ocorreria uma festa.

Entretanto, Matheus disse que Nathália não aceitou que ele fosse ao evento. “Já vai encontrar a outra”, teria dito a jovem. “É isso mesmo, chifre trocado não dói”, respondeu o rapaz, ao referir-se a uma suposta traição da jovem, que em seguida teria pego uma faca de cozinha.

Ainda conforme o depoimento, Nathália tentou atacá-lo e o feriu em uma das mãos. Ao desviar dos golpes, ele notou que a faca havia caído no chão, e a pegou. Pelo relato, o rapaz atingiu a ex-namorada, sem saber onde, no momento em que ela tentava desarmá-lo.

Nathália Aparecida dos Santos Silva, de 20 anos, foi morta a facadas (Foto: Arquivo Pessoal)

Nathália Aparecida dos Santos Silva, de 20 anos, foi morta a facadas (Foto: Arquivo Pessoal)

O irmão da jovem, que também chamava-se Matheus, percebeu o ocorrido, saiu do quarto e avançou no cunhado, “dizendo que iria lhe matar”. Os dois caíram no chão e começaram a lutar. O rapaz também atingiu o adolescente que, assim como a irmã, acabou morrendo no local.

Segundo o delegado, ao confessar o crime, Matheus demonstrou arrependimento. Como não houve flagrante, ele acabou preso por força da prisão temporária decretada pela Justiça, com base nas informações que o indicavam, até então, como o autor do crime.

O caso

Segundo informações da Polícia Militar, Nathália e Matheus foram encontrados com perfurações de faca, caídos no chão nos cômodos da casa, na Rua Álvaro Leão Carmelo, no Distrito de Vicente de Carvalho. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e constataram as mortes no local.

Preliminarmente, a polícia apurou que Nathália estava na companhia do ex-namorado, identificado como Matheus Fernandes, antes do ocorrido.

Equipes da polícia estiveram na casa do suspeito e foram informadas de que ele havia sido levado por um tio até um hospital. Todas as unidades de saúde da cidade foram visitadas por policiais militares, que não o encontraram. O caso foi encaminhado para o 1º DP da cidade, em Vicente de Carvalho.

VEJA TAMBÉM 

Aluno que espancou professora na escola é executado com 8 tiros

Fonte: G1.globo.com

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*