Nutricionista de Águas Claras movimentava quantias milionárias em esquema de agiotagem comandado por PM do DF, diz polícia

Presa nesta terça-feira (16), Raiane Campêlo é apontada como ‘operadora financeira’ do esquema e responsável por saques de até R$ 900 mil, que eram emprestados às vítimas. Mulher levava vida de luxo em viagens internacionais; g1 tenta contato com defesa.

Leia mais:  Homem faz tatuagem no ÂNUS em protesto contra Bolsonaro

A nutricionista Raiane Campêlo, moradora de Águas Claras, é apontada pela polícia como “operadora financeira” de um grupo de agiotas que movimentou quantias milionárias no Distrito Federal. O esquema, que era chefiado por um sargento da Polícia Militar, veio à tona nesta terça-feira (16), após operação da Polícia Civil que resultou na prisão de seis pessoas.

De acordo com a investigação, Raiane participava da organização criminosa liderada pelo sargento Ronie Peter Fernandes da Silva. O militar, que foi detido, é suspeito de gerenciar um negócio ilegal que movimentou R$ 8 milhões nos últimos seis meses, emprestando dinheiro e extorquindo vítimas na capital federal.

Nutricionista

Raiane foi uma das pessoas presas nesta terça-feira. Tanto ela, quanto Ronie ostentam vida de luxo nas redes sociais, com fotos de viagens nacionais e internacionais. O g1 tenta contato com a defesa da nutricionista.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe