Menina de 10 anos é estuprada, espancada e enterrada viva

Menina de 10 anos é estuprada

Menina de 10 anos é estuprada e enterrada viva

Um homem de 21 anos, que não teve o nome divulgado, foi preso suspeito de atrair garota de 10 anos para casa abandonada, estuprá-la, espancá-la com pedras na cabeça e tentar enterrá-la viva. O caso aconteceu no dia 3 de janeiro, no distrito de Churu, no estado indiano de Rajasthan, no norte da Índia. As informações são do The Times of India. Menina de 10 anos é estuprada…

Veja também: Pastor ejaculava na boca das suas fiéis e dizia que era LEITE SAGRADO

De acordo com o jornal DailyMail, a menina foi levada às pressas para o hospital distrital de Churu, onde permanece em estado grave. A vítima foi encontrada inconsciente e com sangramento na cabeça.

A vítima saiu de casa por volta das 21h30 para comprar chocolate em uma loja local e como ela demorou de retornar os pais acionaram a polícia.

“Quando a garota foi comprar chocolates, o acusado atraiu o menor para uma casa abandonada e a estuprou”, explicou o policial da polícia de Rajgarh em Churu, Vishnu Dutt, ao DailyMail.

A violência sexual contra o sexo feminino, fruto de fatores sociais que levaram a mulher a ser objetificada, traz enormes traumas, afetando  saúde física e psíquica da vítima. Os crimes sexuais são praticados na clandestinidade, impossibilitando a existência de provas materiais que assegurem a palavra da vítima, o que a leva, mesmo depois de violentada, a não comunicar o fato à autoridade policial.

Em muitos casos a palavra da vítima é o único elemento que se tem. Por isso, em se tratando de crimes sexuais a palavra da vítima ganha especial relevância, sendo valorada nos crimes de estupro. A discussão surge quando com fundamento naquilo que diz a vítima de crime sexual, quando inexistem outros elementos consistentes que ratifiquem a existência do crime, há uma condenação penal. Surge o questionamento se a valoração da palavra da vítima no crime de estupro afrontaria ou não o princípio in dubio pro reo.

Compartilhe