Idoso é espancado por pastor porque ele trocou de igreja

Idoso é espancado por pastor

Idoso é espancado por pastor da Assembléia de Deus

O idoso Alfredo de Jesus, 60 anos, membro da igreja evangélica da Assembleia de Deus, morador do bairro Ilhéus 2 na zona sul de Ilhéus, sofreu neste sábado (4), por volta das 09h30, uma tentativa do homicídio. Idoso é espancado por pastor…

Leia mais: Freira é presa por ajudar sacerdotes a abusar de dezenas de crianças surdas em escola

O suspeito é seu ex- pastor identificado por Tácio Costa, da igreja Batista Boa Novas, juntamente com seu pai Manoel. Segundo o relatos, o senhor Alfredo Jesus foi agredido covardemente, com diversos golpes de capacete.

Leia mais: Evangélica que faz filmes ADULTOS diz que trabalho não interfere na religião.

Ao cair nao chão desmaiado, seu pai Manoel imediatamente deferiu vários golpes de faca na vitima, porem nenhuma o atingiu. O mesmo agradece muito a Deus sentia no momento dos golpes seu corpo dele mexia de um lado para o outro livrando o mesmo da morte. O pastor Tácio Costa e seu pai foram presos em flagrante mais foram soltos no dia seguinte.

Na delegacia da 7ª Coorpin o senhor Alfredo relatou após descobrir algo de errado na congregação, se transferiu para igreja Assembleia de Deus do pastor Silvo e passou sofrer ameaças pelos os agressores. A vitima realizou corpo de delito no Departamento de Policia Técnica (DPT),com rosto deformado uma fratura no osso do nariz e ferimento provavelmente dos golpes de faca A delegacia de Policia Civil de Ilhéus, tem um prazo de 30 dias para apurar a tentativa de homicídio enviar o processo criminal para o Fórum Bebert de Castro ao juiz competente possa tomar as devidas providencias.

Art. 2º. O idoso goza de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se-lhe, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, para preservação de sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade.

Art. 3º. É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.

Compartilhe