Dona de casa se joga de janela para fugir de ex-marido na Bahia

Dona de casa se joga de janela para fugir de ex-marido na Bahia

Uma mulher que estava sendo mantida refém pelo ex-marido em Vitória da Conquista aproveitou um momento de distração para fugir do cárcere privado. Ela se jogou pela janela de uma altura de quatro metros para escapar do ex-companheiro inconformado com o fim do relacionamento.

ex-marido

Segundo a Polícia Militar, ela foi trancada na noite de terça-feira (14) dentro de casa, na avenida Alagoas, junto com as filhas de 4 e 12 anos. Na quarta-feira (15), por volta das 15h, a PM foi informada do crime e inciou as negociações.

Policiais 78ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Vitória da Conquista) verificou que o homem estava armado com uma faca de serra e conseguiu a libertar as duas meninas. Equipes da 77ª CIPM também foram acionadas para o local.

ex-marido

O homem se negou a libertar a ex-esposa, mas durante um momento de distração dele, ela foi até o quarto e se jogou da janela. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral da cidade com leves escoriações. Depois de atendida, ela foi liberada.

Veja também:

Anão pedófilo é solto pela justiça e motivo causa revolta; veja

Já o homem foi conduzido para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep).

Outro caso

Um jovem de 28 anos foi preso em flagrante nesta terça-feira (13), após torturar e manter a namorada de 18 anos em cárcere privado por dois dias, na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador.

O suspeito foi localizado após a mãe da vítima denunciar o caso à polícia. Conforme a delegacia da cidade, João Teles de Araújo Santos teria ido na casa da namorada, no domingo (11), e a obrigado a ir para a casa dele, no Conjunto Feira IX, onde manteve a vítima no cárcere.

Segundo a polícia, a jovem foi resgatada nesta terça com diversas marcas de agressões e tortura pelo corpo. A mãe da vítima disse que os dois namoram há dois anos e que o relacionamento da filha com o suspeito sempre foi contubardo. A mãe ainda revelou que a filha já foi agredida outras vezes, mas que, por medo, nunca prestou queixa contra o companheiro.

“Eu aconselho [às vítimas de agressão] a não ter medo: tem que denunciar mesmo. Porque esse tipo de gente tem que ir preso”, disse a mãe. O suspeito vai responder pelos crimes de cárcere privado e lesão corporal.

Jovem de 18 anos foi mantida em cárcere privado e torturada pelo namorado (Foto: Reprodução/TV Subaé)Jovem de 18 anos foi mantida em cárcere privado e torturada pelo namorado (Foto: Reprodução/TV Subaé)

Compartilhe