Votação do projeto de reforma trabalhista ocorre nesta quarta-feira.

Aprovado em comissão especial na terça-feira, projeto está em discussão no plenário da Câmara dos Deputados

Depois da vitória folgada na comissão especial, a reforma trabalhista deve ir a votação na Câmara nesta quarta-feira. A sessão foi marcada para iniciar às 9h, mas até o momento os deputados ainda discutem o texto no Plenário.

A votação é encarada no Planalto como o principal teste de fidelidade da base, de olho em outra reforma mais polêmica, a da Previdência.

O placar da comissão aumentou a confiança do Planalto. Diferentemente da reforma da Previdência, que depende de 308 votos em plenário por se tratar de proposta de emenda à Constituição (PEC), as mudanças na legislação trabalhista estão em um projeto de lei que precisa de maioria simples, metade mais um dos deputados presentes.

A intenção do Planalto é cravar mais de 308 votos para indicar que tem condições de também emplacar a reforma da Previdência. Na questão trabalhista, a segurança do governo também advém da pressão de ministros em suas bancadas e dos cargos liberados nos últimos dias.

Se passar pela Câmara, a reforma trabalhista seguirá ao Senado, onde já é alvo da oposição do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL).

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*