Sabotagem na saúde: Funcionária é demitida da UPA de Itinga por perseguição de Moema

Funcionária é demitida da UPA de Itinga

Funcionária é demitida da UPA de Itinga por perseguição de Moema

Brenda Virgínia, que trabalhava como uma das administradoras da UPA de Itinga, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), afirma ter se demitido após perseguição da prefeita do município, Moema Gramacho (PT). Segundo ela, a chefe do executivo municipal prejudicou a saúde pública propositalmente. Funcionária é demitida da UPA de Itinga…

Ela conta que faltava “tudo” na unidade de saúde. “Faltava materiais, como luva, máscara, até papel higiênico e copo descartável. Não tinha insulina, nem agulha pra insulina”, afirma, em entrevista ao BNews. Brenda garante que foi alvo de perseguição da prefeita.

“Quando Mirela [Macedo (PSD), deputada estadual] declarou que não ia ficar como vice-prefeita, que seria deputada, pronto. Daí, a guerra de Moema foi declarada contra Mirela. Ela ignorou todo mundo indicado por Mirela”, contou. Ela também afirma que não há ortopedista em Lauro de Freitas.

Por meio de nota, a prefeitura de Lauro de Freitas negou a denúncia. A assessoria afirmou que a Secretaria Municipal do município não depende da estrutura da prefeitura para aquisição da maioria dos insumos básicos citados por Brenda. “[…] Vez que tem autonomia financeira, administrativa e Comissão de Licitação própria, para fazer suas licitações, contratações e pagamentos. Se faltou material hospitalar em algum momento, a responsabilidade não pode ser atribuída à prefeita”, diz um trecho.

A assessoria ainda afirmou que, até esta quinta-feira (9), a pasta ainda está sob responsabilidade do secretário Erasmo Moura, indicado pela deputada Mirela Macedo (PSD). Na semana passada, ele pediu exoneração do cargo, assim como Bárbara Chavez Martinez, secretária municipal de Políticas para Mulheres.

“Também não procede a denúncia de falta de médico ortopedista na rede municipal. A rede disponibiliza essa especialidade na Policlínica da Vila Praiana, no Complexo de Saúde da Itinga e na Clínica Santa Clara por meio de convênio com o município”, destaca, em outro trecho.

Compartilhe