Mulher é assassinada e enterrada nas Dunas de Itapuã! Há suspeita de estupro

Mulher é assassinada e enterrada nas Dunas de Itapuã

Mulher é assassinada e enterrada nas Dunas de Itapuã

O corpo de uma mulher de 23 anos foi encontrado enterrado no bairro de Itapuã, em Salvador, no início da noite de segunda-feira (31). De acordo com a família da vítima, Dara dos Santos Cavalcante, de 23 anos, foi vista pela última vez quando chegava do trabalho. no final da noite de domingo (30). Mulher é assassinada e enterrada nas Dunas de Itapuã.

Leia mais: Pastora evangélica tira própria vida no ano novo após traição do marido

Ela teria sido abordada por um homem que morava na região. Desde então, ela não foi mais vista com vida. O suspeito está foragido. Dara trabalhava em uma farmácia no bairro da Pituba. Populares encontraram o corpo da vítima nas dunas, em uma área próxima de onde morava com os pais, na 2ª Travessa Luís Viana Filho.

Apenas os pés estavam desenterrados. Ainda segundo relatado pela família, Dara vestia uma calça legging que havia sido parcialmente removida, entretanto, inicialmente, a Policia Cvil não constatou indícios de violência sexual.

Ainda segundo a polícia, já existe indicativo de autoria. O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico). O Departamento de Polícia Técnica (DPT) removeu o corpo e a causa da morte será conhecida após perícia.

Um suspeito está sendo investigado que já foi preso em 2014 com outro bandido.

Mulher é assassinada e enterrada nas Dunas de Itapuã
Fernando Gabriel Souza dos Santos, suspeito

Dois homens acusados de praticar vários assaltos na localidade de Itapuã, em Salvador, foram presos com um revólver calibre 38, na manhã desta sexta-feira(5), por Policiais Civis do serviço de inteligência da 12ª Delegacia Territorial (DT), sob o comando do Delegado Titular Antônio Carlos Magalhães Santos com um revólver calibre 38 acusados de vários assaltos na região.

Segundo informações da polícia, eles estavam em um veículo quando foram surpreendidos pelos policiais. Ambos foram reconhecidos por várias vítimas de assaltos e foram encaminhados para a penitenciária Lemos de Brito, no bairro da Mata Escura.

Compartilhe