Mulher cria campanha para casar com o próprio irmão e ter filhos juntos

Mulher cria campanha para casar com o próprio irmão e ter filhos juntos

Mulher cria campanha para casar com o próprio irmão e ter filhos juntos

Uma jovem identificada como Cristina Shy e seu irmão foram adotados quando ainda eram bebês e desde então viviam separados. Eles se encontraram novamente quando eram adultos e para surpresa de todos ambos se apaixonaram um pelo outro.

Contudo, eles souberam que eram irmãos um bom tempo depois, quando já eram um casal o que causou um conflito, pois como a maioria dos países, onde eles vivem é crime o incesto. O casal então resolveu se mudar para os Estados Unidos.

Leia mais: Médico mata mãe e filho após realizar uma cesariana completamente bêbado

Com o passar do tempo Cristina Shy criou uma campanha para legalizar as relações de incesto entre parentes de sangue e, neste caso, entre irmãos.

Desde que todos sejam adultos, eles devem ser capazes de fazer o que quiserem em seus próprios quartos; cabe a eles como querem viver suas vidas“, disse ela para o site britânico The Sun.
A jovem alega que muitas pessoas dizem que a relação entre parentes é ilegal, mas para ela não é.  “Muitas pessoas acreditam que o incesto está errado, mas é errado porque é ilegal, mas há muitas coisas que agora são ilegais e que não serão daqui a alguns anos“, acrescentou.

Cristina defende sua campanha polêmica

Cristina Shy ajuda e aconselha pessoas que têm relações de incesto que são ilegais e têm risco genético. Ela também acredita que estes casais têm o direito de ter um bebê, que tem uma média alta que vem com deformidades ou deficiências.

Você não pode dizer que algo está errado só porque é ilegal – porque as leis mudam o tempo todo. Já existem leis para proteger crianças e pessoas vulneráveis: há leis sobre estupro e abuso de drogas sexuais e não acho que o incesto deva ser incluído nisso“, disse a jovem.

Compartilhe