Márcio Paiva é exonerado da Prefeitura de Lauro de Freitas

Márcio Paiva é exonerado da Secretaria de Saúde 

Ex-opositor, atual aliado e hoje exonerado.

Essa é a relação da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), com o ex-gestor municipal Márcio Araponga Paiva, que deve concorrer a uma cadeira na Câmara de Vereadores da cidade, localizada na Região Metropolitana de Salvador. 

Ele, que é médico e tinha um cargo na Secretaria de Saúde, foi exonerado da função na terça-feira (30/6) – data limite para a saída dos servidores públicos que pretendem concorrer a cargos eletivos – por meio de uma publicação no Diário Oficial assinada pela própria petista. O que chama a atenção é que, no seu lugar, foi nomeado Alan Bahia Santos de Souza, advogado. Além de Paiva, outros 30 servidores também foram afastados. 

Márcio foi contratado em março para atender pacientes no Complexo de Saúde de Itinga, um dos bairros mais populosos de Lauro de Freitas.

“Quero agradecer nesse momento a confiança do Partido Republicanos e da Prefeitura em nome da Prefeita Moema Gramacho, e tenha certeza que farei o melhor possível para atender nossos munícipes com amor, respeito e carinho”, disse, na época. 

O médico foi eleito prefeito em 2012, após saída da própria Moema Gramacho, que já havia sido prefeita em duas oportunidades seguidas. No pleito, ela apoiou João Oliveira (PT), derrotado. Na eleição seguinte, em 2016, Araponga não chegou a disputar a reeleição e Gramacho voltou a assumir o posto. 

A união versus oposição de Moema com Paiva não para por aí. Antes de ser nomeado em Itinga, o ex-prefeito disse em entrevista ao programa de rádio Bahia no Ar, no final de 2019, que iria apoiar o hoje vereador e opositor de Moema na Câmara, Coca Branco (PPS), em uma eventual disputa pelo comando do executivo municipal. 

A assessoria da Prefeitura de Lauro de Freitas foi procurada pela reportagem do Aratu On para comentar e se pronunciar sobre as exonerações, mas não se pronunciou oficialmente.  

Compartilhe