Adolescente foge de casa com ex-padrasto

Durante o relacionamento com a mãe da menina, ele tentava agradar a enteada de todas as formas; depois, ela chegou a fugir de casa para ficar com ele

Um caso atípico foi registrado na Central de Flagrantes de Várzea Grande nessa sexta-feira (27). Uma mãe, de 34 anos, descobriu que a filha, de 17 anos, havia sido seduzida pelo ex-padrasto, de 30 anos, com quem conviveu por dois anos, e fugido de casa para viver um relacionamento com ele.

Conforme o boletim de ocorrência, a mãe e o padrasto viveram um relacionamento por dois anos e a adolescente morava na mesma casa que os dois, no Bairro 13 de Setembro, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

Durante esse período, segundo a mãe da menina, o padrasto tentava a todo custo agradar a enteada. E, após a separação, ele tentou levar a adolescente para morar com ele, mas a mãe dela não permitiu, visto que ele não era o pai da menina.

No dia 29 de novembro, a adolescente fugiu de casa e a mãe, em desespero, registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento da filha.

Ela só foi encontrada depois que o desaparecimento foi divulgado nas redes sociais.

A adolescente estava em São Miguel, em Rondônia, na casa de um amigo do ex-padrasto.

A mãe conseguiu falar com a filha e deu um jeito de ela voltar para casa. Já em Várzea Grande, durante uma conversa a menina confessou ter ficado com o ex-padrasto e, até mesmo, ter mantido relação sexual com ele.

Nessa sexta-feira (27), o ex-padrasto foi até a casa da ex-mulher e os dois deram início a uma discussão. O pai da mulher, avô da adolescente, chamou a polícia, que só então soube da história de “sedução” e que o homem vinha tentando levar a adolescente para morar com ele.

Como os dois não entravam em acordo e estavam bastante exaltados, ambos foram levados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande, onde o caso foi registrado como “ocorrências atípicas”, de natureza diversa.

Compartilhe