divórcio

É uma loucura! Como ela pôde fazer isso comigo? O que eu fiz de errado para merecer isso? Vou pedir o divórcio!

Essas perguntas assolaram a cabeça de David. Ele não pôde acreditar em seus olhos quando viu uma nova foto que sua esposa Sara acabara de lhe enviar. Ela tinha acabado de enviar a ele uma foto que ela acreditava ser apenas uma foto normal dela mesma em uma roupa nova ao ponto de David querer pedir o divórcio. Mas acabou sendo um grande erro porque seu parceiro David olhou a foto melhor do que ela esperava. Ele ficou furioso ao ver um pequeno, mas muito importante detalhe! Tudo em suas vidas mudaria.

Leia mais: Mulher se atrapalha, envia NUDES do amante para o marido e o pior acontece na Bahia

David desligou o telefone no hotel. Ele mal podia acreditar no que tinham acabado de lhe dizer. Ele agora não tinha dúvidas de que Sara tinha mentido para ele nos últimos meses. Mas o que exatamente ela estava escondendo dele? Ele decide que tem que mandar uma mensagem para ela.

Ele não quer que ela descubra o que ele sabe e tenta soar o mais normal possível com sua mensagem “Ei querida, o que você está fazendo?”. Depois de alguns minutos, ele obtém uma reação. “Nada demais, só trabalho”. David sabe que ela está mentindo, mas como ele poderia provar isso? Talvez com uma foto …

“Eu sinto sua falta, baby, você poderia me enviar uma foto?” Textos de David. 15 minutos depois, ele consegue o que pediu. Depois de inspecionar as fotos de perto, não resta mais nenhuma dúvida em sua mente …

Mas o que David notou nessas fotos que poderia aborrecê-lo tanto? Para entender melhor isso, é necessário um pouco de história de fundo.

Sara e David são um jovem casal que vive junto em LA. Eles estão juntos há quase 3 anos e por 2 desses anos eles até foram casados. À primeira vista, eles parecem uma família feliz normal como qualquer outra, mas na verdade eles têm muita história digna de nota que faria a maioria das pessoas levantar uma sobrancelha …

Esta história deriva principalmente da ocupação anterior de Sara. Veja, quando ela era mais jovem, ela trabalhou como coelhinha da playboy na infame mansão da Playboy em LA. Muitas pessoas terão opiniões negativas preconcebidas sobre isso, mas Sara realmente gostava desse trabalho e, quando ela acabou saindo, não foi porque quis.

Mas ser uma coelhinha da Playboy nunca foi a primeira escolha de Sara. Quando Sara era jovem, ela tinha grandes ambições educacionais, mas ela logo descobriria que isso provavelmente não era para ela. Sara não era muito boa na escola e também não gostava. Ela também não tinha muitos amigos, mas, apesar disso, um determinado grupo teve um grande interesse por ela.

E que os meninos da escola. Sara é uma garota muito atraente e os rapazes simplesmente não conseguiam tirar os olhos dela. Eles fariam qualquer coisa por ela, e Sara ficou muito boa em usar isso a seu favor. Ela gostava muito de toda a atenção e, de certa forma, quase se viciou nisso. Isso a fez se sentir de uma maneira que nada mais poderia replicar.

Quando Sara ficou mais velha, a atenção que ela estava recebendo pareceu enfraquecer um pouco. Muitos caras se relacionaram ou mudaram seus interesses para outro lugar, e Sara foi deixada para trás. Ela agora estava em uma situação difícil porque ela tinha que começar a assumir o controle de sua própria vida agora, e sem nenhuma habilidade particular, isso era difícil. Ela decidiu recorrer ao que sabia.

E isso era tentar apostar em sua aparência para conseguir o que queria, o que, neste caso, era uma renda. Sara abandonou a escola, visto que a formatura parecia quase impossível para ela, e ela precisava de uma renda para provar aos pais que estaria bem na vida. Mas suas opções eram muito limitadas neste momento …

Ela primeiro tentou encontrar trabalho como modelo. Eles se inscreveram para tantos shows quanto ela pudesse encontrar, mas para sua surpresa, ela foi rejeitada várias vezes e só ocasionalmente adicionava pequenos shows de baixa remuneração ao longo dos próximos meses. E esses shows geralmente eram sessões de fotos com um aspecto um pouco “picante”.

Sara não teve problemas em ser fotografada assim e até gostou até certo ponto. Mas ela percebeu que atualmente não havia dinheiro suficiente para se manter. Sara debateu se talvez se aprofundasse neste mundo e estava começando a considerar talvez fazer algum “trabalho de vídeo”. Mas então outra solução se apresentou.

Outra modelo dera a Sara uma dica de que, se ela estava procurando uma renda estável e emprego, talvez desejasse trabalhar na mansão da Playboy nas proximidades. Eles estavam sempre procurando garotas bonitas para adicionar ao seu quadro de funcionários, e a modelo achava que Sara se encaixaria perfeitamente ali.

Sara não estava tão animada com a perspectiva de trabalhar na mansão da Playboy a princípio. O lugar tinha, é claro, um grande estigma em torno dele e uma má reputação de ser hostil às mulheres. Sara também sabia que seus pais seriam muito contra ela fazer qualquer coisa assim para ganhar a vida. Mas ela realmente tinha escolha?

Depois de muita consideração cuidadosa, Sara decidiu que o mínimo que ela poderia fazer era ir lá para uma entrevista e ter uma ideia melhor do que ela estaria se metendo. Ela tinha ideias malucas sobre o que acontecia na mansão da Playboy, mas não tinha ideia do que um trabalho realmente implicaria.

Enquanto Sara ainda estava muito hesitante até o momento em que ela entrou pelas portas da mansão. Ela teve uma conversa muito boa com o gerente da casa, e quando ela saiu do prédio depois, ela sabia que aquele era o lugar certo para ela. Mas existe um grande obstáculo.

Seus pais não podiam saber que ela estava trabalhando na mansão de playboy. Eles nunca seriam capazes de aceitar isso, e Sara nem se atreveu a imaginar as consequências de eles descobrirem. Ela disse a eles que havia começado a trabalhar em um hotel local porque achava que isso poderia explicar os horários estranhos que ela tinha para trabalhar.

Seus pais acreditaram na mentira de Sara, sem dúvida em sua mente. Eles ficaram muito felizes e aliviados por ela finalmente ter encontrado um bom emprego para si mesma e realmente começar a ter esperança para seu futuro novamente. Mas um amigo do pai de Sara logo os ajudaria a sair desse sonho e exporia o segredo de sua filha.

Esse amigo era um jornalista local que havia recentemente recebido a tarefa de visitar a mansão da Playboy para fazer algumas entrevistas com as meninas que trabalhavam lá. Sara não estava entre essas meninas, pois ainda não trabalhava lá o suficiente, mas o jornalista ainda conseguiu localizá-la em casa e imediatamente a reconheceu.

Ele contatou os pais de Sara no momento em que deixou a mansão. Quando Sara voltou para casa tarde naquela noite, seus pais estavam esperando por ela. E eles ficaram furiosos com o que tinham acabado de descobrir. Uma grande discussão surgiu entre os membros da família que terminou com Sara fazendo as malas e voltando para a mansão da Playboy.

Seus pais disseram que ela não era bem-vinda em sua casa enquanto estivesse fazendo aquele trabalho horrível. Sara se sentiu muito triste e desrespeitada pela decisão dos pais e rapidamente se decidiu. Ela nem queria viver em uma casa que a fizesse se sentir assim e mudou-se permanentemente para a mansão da Playboy.

Sara realmente gostou de morar na mansão da Playboy por alguns anos, mas começou a se sentir cada vez mais limitada pelo lugar que ela chamava de lar. E mesmo que ela ainda gostasse do trabalho que estava fazendo, Sara sentia que precisava viver fora da mansão para manter esse prazer. Mas foi aí que ela encontrou um problema.

divórcio

Veja, uma desvantagem de viver na mansão da Playboy é que o custo de vida é subtraído do salário da trabalhadora. Portanto, embora não tenham despesas básicas, muitas vezes ainda não foram capazes de economizar muito e quase se tornaram dependentes da casa para sobreviver.

Mas, felizmente para Sara, uma solução para seu problema parecia se apresentar na forma de uma influência externa. Mesmo que a mansão do playboy fosse um lugar relativamente privado, eles ocasionalmente permitiam que estranhos se aventurassem por suas portas por um motivo ou outro.

Essas pessoas geralmente eram hóspedes ou pais de negócios que precisavam se impressionar e, portanto, recebiam um tratamento “especial” na mansão da Playboy. Mas às vezes, também, trabalhadores simples apareciam em casa para reparos ou sessões de fotos especiais com as meninas. E um desses trabalhadores viria a ser a solução para o problema de Sara.

O nome desse trabalhador era David, e ele imediatamente chamou a atenção de Sara no momento em que entrou no prédio. Ele era carpinteiro de profissão, apenas alguns anos mais velho que Sara, e veio com outros dois caras para construir um pátio no jardim da mansão. Este era um trabalho que levava quase uma semana, e Sara estava determinada a usar cada segundo a seu favor.

Sara estava muito interessada em David, e ele rapidamente desenvolveu sentimentos semelhantes por ela. A dupla realmente se deu bem durante a semana e trocou números quando o trabalho de David terminou. Nos meses que se seguiram a isso, Sara e David conversaram quase diariamente e se encontraram com frequência. Ambos sentiram que algo especial estava acontecendo.

O par tinha caído perdidamente de amor um pelo outro e sabia que eles foram feitos para ficarem juntos. David estava muito ansioso para que Sara fosse morar com ele e Sara não queria mais nada. Mas, como ela descobriria em breve, David tinha uma grande condição que Sara precisaria cumprir para que continuassem sua jornada juntos.

David não era fã do mundo de Sara. Em absoluto. Antes que ele estivesse disposto a abrir totalmente seu coração e sua casa para ela, ele precisava que Sara largasse seu emprego como coelhinha da Playboy. David simplesmente não se sentia confortável com ela desfilando com roupas mínimas na frente de outros homens. Sara foi pega de surpresa por essa exigência.

Ela esperava que David aceitasse sua profissão porque ele próprio havia trabalhado na mansão da Playboy. Mas isso aparentemente não poderia estar mais longe da verdade. Sara imediatamente teve flashbacks da situação com seus pais, e de repente sua cabeça se encheu de dúvidas. Ela teve que pensar muito sobre esta decisão.

Sara não queria desistir de um emprego do qual gostava tanto e também sentia que era muito boa. Mas o amor que ela sentia por David era muito forte. Ela estava pronta para arriscar tudo por alguém que ela conheceu apenas alguns meses atrás? Quanto mais Sara pensava nisso, mais ela se inclinava em uma direção, e logo depois, sua decisão foi tomada.

O amor que sentia por David era forte demais para ser ignorado e, portanto, ela decidiu desistir de seu emprego e ir morar com ele. Ela realmente acreditava que ele era o amor de sua vida naquela época e também tinha certeza de que logo conseguiria encontrar outro emprego. Mas isso seria muito mais difícil do que o esperado.

O primeiro ano de relacionamento de Sara e David pareceu um conto de fadas. Os dois passam o máximo de tempo possível juntos e, a cada dia, eles ficam cada vez mais certos de que realmente foram feitos um para o outro. E ainda, muito alto em sua nuvem rosa, o casal tomou uma grande decisão.

Eles decidiram que queriam se casar! E assim que possível, no entanto. Eles conseguiram fazer um grande casamento com muitos convidados. Foi um dia de pura alegria e felicidade e o que Sara sonhava desde que era apenas uma garotinha. mas esse sonho teria um custo.

Um custo literal porque o casal gastou quase todas as suas economias no casamento extravagante. Aproveitar as economias de David se tornou uma tendência comum para os recém-casados no ano anterior. Sara ainda não tinha encontrado um emprego, e o salário de carpinteiro de David estava provando não ser suficiente para sustentá-los.

Ficou claro que Sara precisava encontrar um emprego novamente. E rápido! Com o par tendo quase nenhum dinheiro sobrando para sustentar suas necessidades básicas, eles também precisavam continuar pagando o aluguel; caso contrário, eles seriam expulsos de suas casas e acabariam nas ruas, e potencialmente perderiam tudo o que têm.

No início, Sara ficou bastante animada com a ideia de conseguir um emprego novamente. Ela sentia falta de trabalhar na mansão do playboy e de se sentir produtiva em geral. Ela confiava em David há muito tempo e nunca gostou de como isso a fazia se sentir. Ela estava pronta para obter alguma independência de volta.

Sara se candidatou a alguns empregos que a interessaram e estava confiante de que teria encontrado o emprego dos sonhos em pouco tempo. Porém, quanto mais o tempo passava, mais Sara começava a perceber que ela poderia ter confiado demais em suas chances e se deparou com uma realidade sombria.

Sara foi rejeitada por quase tudo que ela solicitou. E quanto mais empregos ela tentava conseguir, menos ela realmente queria esses cargos. De gerente de escritório a funcionária de supermercado, ela tentou de tudo. Mas Sara sempre recebia a mesma resposta depois que um empregador em potencial consultava seu currículo.

Ela não tinha a experiência nem o nível de educação que os empregadores procuravam, e sua história de trabalho como coelhinha da playboy muitas vezes fazia mais mal do que bem. Uma rápida pesquisa no Google também revelaria imediatamente algumas fotos menos do que apropriadas para emprego, exceto em lugares como a mansão do playboy.

Sara estava começando a se sentir cada vez mais envergonhada. Envergonhada por aparentemente não conseguir encontrar um emprego adequado e envergonhada por não poder ajudar no sustento de David. Ela sabia o quão duro ele estava trabalhando para trazer dinheiro para casa e se sentia culpada por não contribuir.

Esse processo de se candidatar a qualquer emprego que pudesse encontrar e ser rejeitado repetidas vezes durou pelo menos 2 meses. E com o casal agora mal tendo um centavo sobrando, Sara sentiu que não tinha mais escolha. Havia apenas uma coisa em que ela era realmente boa e precisava começar a ganhar dinheiro agora!

Sara disse a David que ela finalmente encontrou um emprego e que era uma funcionária noturna de um hotel local. Ela nunca quis ter que mentir para David, mas Sara sabia que ele nunca aceitaria seu novo emprego se soubesse o que era. E o casal não tinha condições financeiras de esperar mais para ganhar mais dinheiro.

Mesmo que David não soubesse o que Sara estava realmente fazendo para ganhar dinheiro, ele ainda não estava nem tão feliz com o trabalho falso que ela o convenceu de que estava fazendo. Principalmente porque Sara trabalhava à noite e à noite significava que eles passariam muito menos tempo um com o outro. Mas Sara disse a ele que não tinha escolha.

David não conseguia trabalhar fisicamente mais do que já estava fazendo, e a situação financeira deles estava começando a ficar pior a cada dia. David só esperava que a casa irregular fosse apenas temporária. Sara disse-lhe que também esperava, mas já sabia que não era esse o caso.

No mês seguinte, Sara conseguiu esconder de David seu verdadeiro emprego. Ela ficava cada vez mais confiante de que estava escapando impune, mas o que Sara não sabia era que David havia começado a perceber algumas coisas e a ter algumas dúvidas sobre o que estava acontecendo.

O primeiro sinal dizia respeito ao dinheiro que Sara estava ganhando. Seu salário estava sendo depositado diretamente em sua conta bancária compartilhada, e essas quantias não pareciam estranhas a David. Mas Sara disse a ele que ela também ganhava algum dinheiro com gorjetas, e David disse que ela poderia ficar com o dinheiro para si mesma. Não percebendo o quanto realmente era.

David nunca perguntou a Sara quanto ela estava ganhando com gorjetas, mas ele começou a se perguntar mais e mais conforme o tempo passava. Principalmente porque Sara estava frequentemente começando a chegar em casa com alguns itens aparentemente muito caros que David não poderia imaginar que alguém seria capaz de pagar apenas com gorjetas de hotel.

David vira novas bolsas, casacos, maquiagem, óculos escuros e muito mais sendo trazidos para dentro de casa com a explicação de que Sara pagara com o dinheiro da gorjeta. David não sabia muito sobre esses itens e seus preços exatos, mas ele reconhecia a marca e sabia que se alguém como ele pudesse fazer isso, eles teriam que ser muito caros.

Mas embora David tivesse dúvidas sobre tudo isso, ele não queria confrontar Sara com suas dúvidas e preocupações. Pelo menos ainda não. Ele não tinha provas de nada, e o fato de ela trabalhar de novo realmente os ajudara financeiramente. Mas David logo encontraria a evidência que procurava.

Com David agora começando a ter algumas suspeitas, ele ficou muito mais desconfiado do que Sara estava fazendo quando ela não estava com ele, e outras coisas além dos itens caros que Sara estava trazendo para casa começaram a se destacar para ele. E tudo o que chamava sua atenção o estava deixando mais preocupado.

Uma coisa que David achou estranho foi que Sara trouxe para casa uma roupa muito bonita e sexy. Era um pouco parecido com o que ela usava quando se conheceram na mansão do playboy. David adorou vê-la com essa roupa nova, mas depois de usá-la algumas vezes, nunca mais a viu com ela.

David estava se perguntando por que isso acontecia, visto que ele havia expressado o quanto havia gostado várias vezes. Mas quando ele estava lavando roupa em uma noite em que Sara estava trabalhando, ele percebeu que a roupa nem estava no armário. Ela não o teria jogado fora já, certo? Ou ela estava guardando em outro lugar?

Outra coisa que impressionou David como estranho foi que Sara parecia estar cada vez menos interessada em que eles fizessem coisas românticas juntos ou até mesmo em serem íntimos. Isso nunca tinha acontecido antes de Sara começar a trabalhar, nem mesmo quando o estresse financeiro as tornava quase incapazes de fazer outra coisa senão se preocupar.

A própria Sara tentou culpar o cansaço do trabalho por essa mudança, mas David não acreditou. Era uma explicação conveniente e fácil aos seus olhos, e sua paranóia já o havia feito passar do ponto de aceitar uma desculpa como aquela. Ela pode estar recebendo de outra pessoa? Sara poderia realmente estar traindo ele?

Daquele momento em diante, parecia que as preocupações de David estavam realmente começando a dominá-lo. O medo de que Sara o traísse com outro homem não saiu de sua mente. Quanto mais ele pensava sobre isso, mais tomava forma e mais fazia sentido com tudo o mais que ele estava percebendo.

E se ela não estivesse apenas namorando outro homem, mas algum tipo de pai doce? Alguém que seria capaz de pagar não só pelos itens caros que Sara sempre trazia para casa, mas também por seu “salário” para fazer parecer que ela estava trabalhando enquanto na verdade estava passando um tempo com ele! E também explicaria para onde foi a roupa sexy.

David sabia que tudo o que tinha eram especulações e que faltava qualquer evidência substancial para provar que Sara o estava traindo com um pai de açúcar ou qualquer outra coisa. Talvez algo pior. Uma noite, quando Sara estava no trabalho, ele simplesmente não conseguia se controlar mais.

David só precisava conversar com Sara sobre todas as suas preocupações, suspeitas e sentimentos, antes que seus problemas estivessem além de qualquer reparo. Ele tentou primeiro o celular dela, que ela quase sempre atendia, mas Sara não atendeu. Então David decide que ligaria para o hotel em que Sara trabalha. Mas ele não sabia que teria um grande choque.

Depois de alguns toques, David conecta-se à recepção do hotel em questão. Ele tenta cumprimentá-los educadamente e então pergunta rapidamente se eles podem colocar Sara no telefone. Sua pergunta é recebida com uma voz confusa do outro lado, pedindo um momento para permitir que ela verifique algo.

David está em espera por cerca de 5 minutos, o que lhe dá tempo para pensar. O que ele estava fazendo? Ele estava deixando sua paranóia assumir completamente o controle dele. Sara nunca faria algo assim com ele. Mas então a voz na outra linha voltou com uma mensagem devastadora.

O funcionário da recepção verificou o registro da empresa e não havia Sara trabalhando lá naquela noite. Ela até ligou para todos os supervisores que estavam presentes, mas nenhum deles tinha uma Sara em sua lista. Eles descobriram que ninguém com esse nome jamais havia trabalhado no hotel.

Quando essas palavras deixaram os lábios da mulher do outro lado da linha, David sentiu todo o seu mundo desabar naquele exato momento, e de repente todos os piores cenários que ele estava empurrando para o fundo de sua mente começou a voltar ao primeiro plano novamente.

David desligou o telefone do hotel sem dizer mais nada. Ele ficou lá com o chifre na mão imóvel por sólidos 15 minutos, contemplando o que deveria fazer agora. Ele sabia que precisava de um plano que não fosse apenas guiado por suas emoções atuais e tentou se acalmar.

Ele sabia que Sara havia mentido para ele sobre seu trabalho, e agora ele tinha as evidências para provar isso. Mas sobre o que mais ela estava mentindo? Ele ainda não sabia exatamente o que estava acontecendo com ela. Onde ela passou o tempo que não estava no hotel? Ele só tinha suas especulações.

Ainda preso em pensamentos profundos, David sentiu seu telefone vibrar brevemente em sua mão e olhou para a tela iluminada. Era uma mensagem de Sara. Ela se desculpa por não ter atendido a ligação e pergunta o que está acontecendo? Cada fibra do corpo de David quer dizer a Sara tudo o que ele sabe, mas ele se controla. Por enquanto.

David tem medo de que, se confrontar Sara com tudo, ela possa não ser honesta sobre o que tem escondido dele e inventar outra desculpa que ele não pode refutar. Ele precisa descobrir sozinho primeiro; caso contrário, sua mente nunca mais descansará.

Ele responde a Sara dizendo que acabou de ligar porque está com saudades dela e que estava se sentindo solitário. Ele tinha feito isso algumas vezes antes daquele mês e, portanto, sabia que não levantaria suspeitas. Sara reage com compaixão e pergunta se há algo que ela possa fazer. Exatamente o que David esperava.

David pergunta a Sara se ela poderia enviar a ele uma foto dela para que ele possa olhar até ela chegar em casa. Ele já tinha visto todas as fotos que tinha dela cerca de um milhão de vezes. Desta vez, Sara leva quase 20 minutos para responder após ter visto o texto. Mas então as fotos aparecem.

Aparecem três fotos de Sara usando roupas que não pareceriam inadequadas para os funcionários do hotel, e até mesmo o quarto em que Sara estava parecia um quarto de hotel. Mas David sabia que ela havia mentido sobre o hotel e, portanto, inspecionou as fotos de perto em busca de qualquer vestígio de evidência que sustentasse suas suspeitas. E então ele viu.

Depois de inspecionar de perto as fotos que Sara obviamente havia tentado ao máximo para torná-las o mais discretas possível, David percebeu que Sara não estava usando sua aliança de casamento em nenhuma das fotos! Davi não pode acreditar, mas ele sabe que só pode haver uma explicação para isso.

Sara deve estar traindo ele. Não há outra explicação para ela ter tirado a aliança. Com as mãos tremendo de raiva, David manda um agradecimento a Sara e guarda o telefone. Isso não é algo que ele vai discutir por telefone, e ele vai esperar para confrontá-la pessoalmente.

David está com o coração partido. Como ela pôde fazer isso com ele? Afinal, ele tinha feito por ela e por tudo que eles passaram juntos? No fundo, David sabe que ainda ama Sara, mas trair é algo imperdoável para ele. Ele rapidamente toma uma decisão. Ele vai pedir o divórcio pela manhã.

Sara só chegará bem tarde naquela noite, mas David sabe que não conseguirá dormir de qualquer maneira e decide ficar acordado até que ela volte. Ele só quer confrontar Sara com o que ele descobriu e sua decisão de deixá-la. Ele espera por horas até que finalmente ouve a porta da frente destrancar.

São cerca de 3 horas da noite quando Sara finalmente chega em casa. Ela está exausta da noite que teve e se pergunta por quanto tempo mais ela será capaz de continuar assim. Mas ela sabe que tem que fazer com que eles ainda não tenham se recuperado. Ela só gostaria de poder usar todo o dinheiro que estava ganhando sem que David suspeitasse.

Quando Sara abre a porta da frente, ela fica surpresa ao descobrir que a luz da sala ainda está acesa e ainda mais surpresa que David ainda está sentado lá em vez de estar dormindo. Ele sempre estava na cama a esta hora, pois ele teria trabalho de manhã cedo no dia seguinte.

O primeiro pensamento de Sara é que ele provavelmente sentia tanto a falta dela que esperou por ela, a julgar pelas mensagens que havia enviado na noite anterior. Um pensamento que coloca um sorriso em seu rosto. Mas quando Sara olha nos olhos injetados de sangue de David, ela sabe que algo deve estar muito errado.

David começa a gritar com ela, gritando até. Toda a emoção que ele guardou por tanto tempo está aparecendo, e não há como pará-la. Ele quer contar a ela tudo o que sabe. Demora um pouco para ele se acalmar, mas quando o faz, Sara pode finalmente conseguir uma palavra para tentar se explicar.

Com lágrimas nos olhos, Sara diz a ele que não o estava traindo com ninguém. Sim, ela mentiu para ele sobre trabalhar no hotel, mas só porque tinha medo e vergonha de contar o que estava realmente fazendo. Mas ela ficou sem escolha agora e teve que admitir para David.

Sara começou a trabalhar em um clube de cavalheiros local como garçonete “sexy”, e seu trabalho era dar aos visitantes ricos um colírio para os olhos enquanto suas bebidas eram servidas. O clube acabou sendo o único lugar onde sua experiência como coelhinha da Playboy foi apreciada, e ela recebeu uma oferta de emprego.

divórcio

Sara odiava trabalhar lá, pois estava enjoada e cansada desses homens sujos olhando-a arregalados e gritando obscenidades. Mas sabia que eles precisavam do dinheiro e, pelas grandes gorjetas que recebia desses caras ricos, ela comprava coisas legais para si mesma para tornar mais fácil ir para o trabalho todas as noites.

Depois de trabalhar no clube de cavalheiros por algumas noites, Sara descobriu que as gorjetas que ela poderia conseguir seriam muito maiores se ela não usasse uma aliança de casamento. Provavelmente porque os homens sentiriam que teriam uma chance se a impressionassem. Então ela parou de usar no trabalho.

Depois de ouvir a explicação de Sara e ver a prova que ela forneceu para suas alegações, David ainda estava com raiva por Sara ter mentido para ele tão descaradamente e assumido o trabalho que ela sabia que ele não queria que ela fizesse. Mas ele não pôde deixar de se sentir aliviado por ela, de fato, não o estar traindo.

Eles ficaram acordados a noite toda tentando conversar sobre tudo. Foi uma conversa difícil e longa com emoções fluindo de ambos os lados, mas pela manhã, David havia se reconciliado com a situação em sua maior parte. Seu amor por Sara era forte o suficiente para fazer todas as tentativas de perdoá-la e deixar tudo para trás.

Sara acabou largando o emprego no clube de cavalheiros. Em parte porque David perguntou a ela também, mas principalmente porque ela mesma não estava mais gostando. Enquanto a velha Sara teria gostado da atenção do homem que ela recebeu lá, ela sentiu que havia mudado muito em seu casamento, e isso simplesmente não era mais para ela.

Ela imediatamente voltou à procura de emprego, mas, felizmente, houve muito menos pressão imediata para que ela encontrasse um emprego o mais rápido possível, visto que o casal tinha conseguido economizar uma boa parte do dinheiro que havia ganhado nos meses de Sara’s. emprego. Além disso, o próprio David ainda estava trabalhando.

Sara finalmente conseguiu encontrar um emprego como garçonete. Mas desta vez, foi em um restaurante normal, onde ela não teve que confiar em sua aparência para fazer funcionar. O casal se recuperou lenta mas seguramente desta vez, e Sara prometeu a David que nunca mais tiraria sua aliança de casamento por nada

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe