Katia Vargas mata dois meninos e a justiça baiana mata a mãe deles, diz bacharelando

Katia Vargas mata dois meninos e a justiça baiana mata a mãe deles, diz bacharelando

Hoje estou violentamente indignado com a justiça baiana, me chamo André Barbosa sou bacharelando em Direito pela faculdade Batista Brasileira, na qual me orgulho muito dos ensinamentos e métodos que me fizeram acreditar nessa área. Atualmente encerrando uma graduação jurídica pela faculdade Estácio, na qual aprendi a ver o direito como uma lampada fosca.

Acompanhando o caso do assassinato do casal de irmãos Emanuel e Emanuele fui surpreendido com a decisão aprioristica e desumana de quatro pessoas maliciosas e inconsequentes dentro de um tribunal imoral.

Ocorre que: Hermenêutica é a interpretação do Magistrado, enquanto isso Deus observa sem poder expressar suas opiniões, dois promotores tentam conscientizar o juri das demandas e atos irresponsáveis que levaram a óbito duas vítimas de uma só família, aliás, que força dessa mãe!

Tão admirável que no momento das provas periciais foi convidada pela Deusa a se retirar do tribunal, para que não visse as imagens chocantes de seus filhos sendo periciados… e com a força que o divino vem lhe sustentando resolveu ficar e assistir em prantos os relatos da pericia. Mal sabia essa guerreira que a dor maior viria na premeditada decisão final.

Cadeia no Brasil são para os pretos e pobres! Como disse bem Dr. Davi Gallo ao qual tenho muito respeito e admiração, como pode uma testemunha de defesa, que não esteve presente na hora do homicidio declarar os bons antecedentes de uma amiga de infância? Como pode a familia da ré contratar um perito partícular para depor a favor da mesma? inclusive contestando o laudo pericial da administração publica.

Por sinal foi pedido a retirada desse perito pelos promotores, mas negado pela Magistratura… como eu iniciei esta nota de repúdio informando que sou um reles conhecedor do direito penal, porém aprendi que ainda que não haja o dolo segundo a Deusa, existiu na menor das hipóteses a culpa, então vamos lá.

Cadê a condenação pela culpa? No Brasil tem milhões de negros, pobres sem peritos, defensores, amigos de infância entre outros encarcerados pelo mesmo crime de “Santa Vargas” .

Eu Andre barbosa entendi perfeitamente depois de uma decisão contraditória e imoral que a dosemetria da pena não passa de uma venda em um dos olhos, submetendo a população menos provida a sua mais dura realidade, a falta de amor e de justiça. Red lex sed lex ” a lei é dura mas é a lei” a lei é a dos homens que estudaram para acharem que são deuses.

Nós baianos temos a obrigação moral de tentar amenizar a dor dessa mãe que esperou por justiça durante 4 anos, 48 horas em puro martírio para ouvir a absolvição de uma criminosa embaixo de seu nariz. conclusão: Santa Vargas mata seus dois filhos em 2013 e o justiça baiana mata a mãe deles no mês da família em 2017.

justiça baiana

COMPARTILHEM POR FAVOR, PARA QUE OS PROMOTORES TENHAM RESPALDOS DA POPULAÇÃO BAIANA, E REVERTAM ESSA DECISÃO PARCIAL.Eu

Compartilhe