Em comemoração ao Novembro Negro, “A Batalha do Caranga” estará com edição especial

Em comemoração ao Novembro Negro, “A Batalha do Caranga” estará com edição especial

No dia 17 de novembro a partir das 17:00 hs, acontecerá no Largo do Caranguejo em Itinga, bairro de Lauro de Freitas, mais uma edição da Batalha do Caranga que acontece toda semana mas que nesse dia será uma programação super especial pela comemoração do Novembro Negro na cidade.

O evento contará com o apoio da Secretaria da Juventude, Secretaria de Cultura e a SUPIR.

Além da Batalha de MCs, também terá um Pocket Show com grandes atrações como:

Edú Casanova, Bago de Jazz e KAOS Mc.

Bago de Jazz

E a novidade é que o grupo Bago de Jazz (música instrumental) fará show de abertura da Batalha do Karanga, na sexta-feira (17/11), 18h30.

Edú Casanova

E não para por ai, vai ter amostra de grafite e uma apresentação especial para o público participante.

Esse evento também faz parte da programação da Prefeitura de Lauro de Freitas para as comemorações do Novembro Negro.

Confira:

Em comemoração ao Novembro Negro

Apoio: Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas

Veja outras programações:

Com mais de 80% da sua população formada por afrodescendentes, Lauro de Freitas abre, nesta quarta-feira, dia 1ª, a programação do Novembro Negro no município, com o Fórum sobre as Legislações de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e aplicabilidade das leis 10.639/2003 e 11.645/2008, às 8h, no Terminal Turístico Mãe Mirinha de Portão. Essa legislação inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena.

Iniciativa da SUPIR-Superintendência da Igualdade Racial, órgão da SEJU-Secretaria de Juventude, Igualdade Racial e Políticas Afirmativas, o Fórum traz como palestrantes a professora da UFBA Marluce de Lima Macêdo, mestra e doutora em Educação e Contemporaneidade, e coordenadora do Centro de Estudos dos Povos Afro-Índio-Americanos – CEPAIA; e Vilson Caetano, babalorixá e doutor em antropologia.

Os tambores da resistência vão bater forte, durante todo o mês, com uma programação que contempla saúde, debates sobre temas urgentes como extermínio da juventude negra, cultura, muita música e dança – hip-hop, grafite, capoeira, oficina de turbante e cordel afro – e uma apresentação da OSBA com Juliana Ribeiro, no dia 28.

“O município tem uma cultura com raízes afro muito fortes. Temos uma das maiores concentrações de capoeiristas e de terreiros. Aqui se deu o massacre malê, que precedeu da Revolta dos Malês pela abolição. Isso faz parte da história do nosso povo e precisamos manter viva essas referências”, destaca a coordenadora do SUPIR Cláudia Pereira dos Santos.

Destaque no mês da consciência negra, a programação de Feiras de Saúde nos Terreiros, com oferta de serviços, exames, orientação e apresentações culturais. Com mais de 400 terreiros distribuídos em todos os bairros do município, as feiras serão realizadas nos dias 6 em Vila Nova, 9 no centro, 13 em Itinga,  15 em Portão,  27  em Areia Branca e 29 no Quingoma, das 8h às17h.

Compartilhe