Pai

Segundo a polícia, o Pai Mariano José Tenório Filho tentou tomar a direção do filho, que sofre de transtornos mentais, mas o carro acabou colidindo com uma carreta e o muro de uma casa.

O Pai Mariano José Tenório Filho, de 60 anos, morreu na manhã desta terça-feira (29) em um acidente de carro com o seu filho, Mariano José Tenório Neto, de 32 anos, na BR 343, na cidade de Altos, a 38 km de Teresina. Segundo a Polícia Militar, a vítima morreu como herói ao tentar salvar o filho e evitar um acidente maior.

Leia mais: Família não pega corpo de Lázaro e ele pode ser enterrado como indigente

O subtenente Raimundo, da PM de Altos, contou ao G1 que Mariano Filho estava viajando com a esposa e o filho, quando em determinado momento parou o carro e desceu com a mulher. Nesse momento, Mariano Neto pegou a direção do carro e o pai tentou impedir. De acordo com a PM, a rapaz faz acompanhamento psicológico.

Ainda segundo a polícia, para proteger a integridade do filho, o idoso iniciou uma briga para recuperar a direção do carro. O veículo invadiu a contramão e para não colidir com uma carreta, Mariano Filho ficou suspenso na porta do carro e, provavelmente, segundo a PM, puxou a direção do veículo impedindo a colisão frontal contra a carreta, mas fazendo com que o carro batesse em um muro de uma residência.

“O pai, Mariano Filho, morreu como herói, tentando evitar um mal maior. O filho tomou o domínio do carro e ele foi tentar controlar “, disse o subtenente Raimundo, da Polícia Militar de Altos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que Mariano Neto teve um surto psicótico e tomou posse do veículo, mas o pai tentou tomar a direção de volta, pelo lado de fora do carro. O motorista perdeu o controle e colidiu transversalmente na carreta, depois em um muro do lado em que estava o idoso, que sofreu ferimentos graves.

O idoso Mariano Filho acabou sendo esmagando entre a picape, dirigida pelo filho, e o muro da residência. De acordo com a PM, a colisão com a carreta potencializou o impacto entre a picape e o muro.

Filho e pai são bancários e moram em Teresina. A polícia não soube informar para onde os dois estavam se deslocando.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. Mariano Filho morreu ainda no local, e o seu filho, Mariano Neto, sofreu lesões leves. O motorista da carreta, de 44 anos, saiu ileso do acidente. O Samu disse à polícia que Mariano Neto não estava a par de suas faculdades mentais.

A PRF disse que o condutor foi conduzido pelos policiais ao Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu por apresentar distúrbios mentais. O motorista da carreta foi conduzido até a Central de Flagrantes para prestar as devidas explicações.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe