A jornalista baiana Ticiana Villas Boas e o marido, o empresário Joesley Batista, deixaram o Brasil alegando ameaças de morte. O dono da JBS entregou para a Polícia Federal gravações comprometedoras ao presidente Michel Temer (PMDB) e ao senador afastado Aécio Neves (PSDB).

Por conta das supostas ameaças, Joesley e o irmão Wesley Batista foram autorizados ir para os Estados Unidos. Uma equipe da TV Globo chegou a ir até o prédio onde Ticiana e Joesley têm um apartamento em Nova York. Contudo, eles não foram ouvidos.

Segundo denúncia divulgada no jornal “O Globo”, Joesley teria gravado Temer incentivando o pagamento de propina para que o deputado Eduardo Cunha (PMDB) continuasse calado na prisão. O empresário também registrou Aécio pedindo R$ 2 milhões para que ele pagasse sua defesa na Operação Lava Jato.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *