Xand Avião e Solange são investigados por tráfico internacional de drogas

Xand Avião e Solange

Xand Avião e Solange são investigados por tráfico

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da procuradoria regional da República, emitiu uma decisão que dá continuidade a um procedimento investigatório criminal que envolve os cantores Solange Almeida e Xand Avião. Eles estão sendo investigados por tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, ameaças, formação de quadrilha e homicídios.

Leia mais: Mulher é multada ao dirigir com ‘excesso de beleza’ no Uruguai

Além dos artistas, o procedimento investigatório envolve também Antonio Isaias Paiva Duarte, Zequinha Aristides Pereira, Carlos Aristides de Almeida Pereira e Francisco Claudio de Melo Lima, sócios da empresa A3 entretenimentos.

Leia mais: Por que alguns caras brocham ao colocar camisinha?

“O arquivamento do presente inquérito é prematuro, com a devida vênia à Procuradora da República oficiante”, diz um trecho do documento. Informações do Correio.

Após a polêmica que a cantora Solange Almeida falou sobre a guerra contra a banda Aviões do Forró, os representantes do grupo de forró resolveram se pronunciar sobre o caso. Com texto bem direto, eles separaram as verdades e as mentiras referentes a ex-vocalista e aos assuntos na justiça sobre seus integrantes.

Para começar, a banda falou sobre as notícias envolvendo a cantora e desmentiram as notícias que surgiram sobre um suposto estupro de Solange por Isaías Cds, um dos sócios do grupo: “é fake que Isaías Cds teria estuprado a ex-vocalista da banda, Solange Almeida. É fato, não houve qualquer denúncia ou registro policial desta natureza. Tal notícia falsa vem sendo compartilhada por correntes de whatsapp, redes sócias e até mesmo veículos de imprensa de forma absolutamente irresponsável”.

Em seguida, o Aviões do Forró deu sua versão do processo que foi aberto por Solange Almeida para pedir indenização: “é falso que a ex-vocalista tenha pedido 5 milhões como indenização por ter saído do Aviões do Forró. É fato, a ex-sócia pede uma prestação de contas. Tal pedido será julgado pela justiça, que vai decidir se ela receberá algum valor ou terá que pagar valores”.

Ainda no mesmo tema da Justiça, o grupo falou sobre dívidas fiscais: “é fake que acaba de ser deflagrada uma ação fiscal contra a banda Aviões do Forró. É fato, esta é uma ação de 2016 e a banda já cumpre pontualmente, normalmente e legalmente com seus deveres fiscais”.

Compartilhe