Vereadora da base rompe com Moema após centenas de demissões 

Vereadora da base rompe com Moema

Vereadora da base rompe com Moema

Após uma serie de demissões de servidores da saúde na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, a vereadora da base da prefeita Moema Gramacho resolve romper com a gestora. Vereadora da base rompe com Moema.

Leia mais: PP de Leão pode deixar aliança com PT de Moema em Lauro de Freitas 

Segundo a edil, Mirian Martinez (PSD) do mesmo partido da deputada estadual Mirela Macedo que também rompeu com Moema disse em respeito aos servidores demitidos, estaria seguindo sua política independente em solidariedade com os mais de 400 cargos exonerados na secretaria de saúde.

Vereadora da base rompe com Moema

COMUNICADO OFICIAL

O mandato da vereadora Mirian Martinez, em respeito aos seus eleitores, lideranças e toda população de Lauro de Freitas, vem a público comunicar que em função do rompimento da gestão municipal com o PSD, partido pelo qual foi eleita, passa a fazer política independente, não mais fazendo parte da base do governo.

Ao passo que se solidariza com os servidores, pais e mães de família, que apesar de exercerem suas atividades com excelência e compromisso estão sendo exonerados.

Esse mandato ainda reintera o compromisso assumido desde sua posse de prezar e atuar de forma incansável como representante dos interesses do povo.

Mirian Martinez
Vereadora – PSD

NOTA DO PARTIDO SOCIAL DEMOCRÁTICO – PSD

A executiva do PSD Lauro de Freitas vem a público esclarecer que:

O rompimento entre a gestão municipal e o PSD se efetivou a partir do momento em que a prefeita Moema Gramacho resolveu exonerar servidores ligados ao partido, a partir do dia 24 de abril de 2019, sobretudo, membros da executiva do PSD.

As exonerações dos secretários Erasmo Moura e Bárbara Chaves não foram a pedido dos mesmos, como divulgado erroneamente no Diário Oficial. Ambos foram exonerados por decisão isolada da prefeita Moema Gramacho. A carta de demissão do secretário Erasmo Moura só foi entregue posterior a sua exoneração.

O secretário de saúde, inclusive, foi convidado pela prefeita a se desfiliar do PSD para permanecer no cargo, mas o mesmo não aceitou.

Diante do desrespeito às pessoas que ajudaram a construir a eleição da prefeita em 2016, a executiva do PSD se solidariza com esses servidores, e ao mesmo tempo salienta que a partir de agora o Partido Social Democrático fará política independente em Lauro de Freitas.

Executiva do PSD
Lauro de Freitas, 7 de maio de 2019

Compartilhe