Lauro de Freitas

Vereadora Luciana Tavares tentava impedir gravação feita por um assessor do vereador Gabriel Bandarra, em Lauro de Freitas. Após embate, políticos trocam acusações nas redes sociais.

A  Câmara de Vereadores de Lauro de Freitas foi palco de uma confusão durante sessão na quarta-feira. A vereadora Luciana Tavares (PCdoB) tentou impedir uma gravação que era feita por um assessor do vereador Gabriel Bandarra (PSC). Bandarra acusa Luciana e o vereador Edvaldo Palhaço de agressão contra sua equipe.

Veja também: Homem faz tatuagem no ÂNUS em protesto contra Bolsonaro

Nas imagens, é possível ver que a vereadora tenta tomar o equipamento do assessor. O vereador Edvaldo Palhaço também tenta intervir em apoio à vereadora.

Pelas redes sociais, os políticos falaram sobre a situação. Em um vídeo divulgado pela vereadora é possível ouvir que uma voz que diz : ‘Sua sorte é que você é mulher. Essa é sua sorte. Se fosse homem já tinha metido a mão em você há muito tempo’. De acordo com a Luciana, a voz é do vereador Gabriel Bandarra. No vídeo, ela responde e chama o vereador de ‘Bolsonaro’.

Segundo a vereadora, ela tem sido vítima de diversas formas de violência por parte do vereador. Ela conta que discussão aconteceu por conta da análise de uma matéria, quando ela apresentou requerimento para pedir uma análise técnica sobre a possibilidade de que a prefeitura de Lauro de Freitas incorporasse como bem público uma área conhecida como Carandiru, na comunidade de Vila Nova, em Portão. O assessor do vereador filmava a vereadora. No vídeo, é possível ouvir quando Luciana diz: ‘filme seu vereador’.

A vereadora admitiu ter agido com violência, mas afirmou que a situação ocorreu como uma reação. “Precisei reagir e peço às pessoas que entendam essa violência. Tem sido difícil representar minha cidade sendo violentada e desrespeitada nessa Câmara”.

Nas redes sociais, o vereador Gabriel Bandarra disse que sofre perseguições na Câmara por sua atuação contra o que chamou de “conduta espúria” da esquerda em Lauro de Freitas. Segundo ele, a vereadora Luciana Tavares seria usada pela prefeita Moema Gramacho (PT) para “descontruir sua imagem”.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe