URGENTE: Ator de Chiquititas é assassinado com os pais na casa da namorada

Ator de Chiquititas é assassinado

Ator de Chiquititas é assassinado na casa da namorada

Rafael Miguel foi o Paçoca no remake da novela teen e ficou conhecido pelo comercial de TV em que seu personagem pedia para a mãe comprar brócolis

O ator Rafael Henrique Miguel, que interpretou o Paçoca no remake de “Chiquititas” (2013-2015), foi morto a tiros, na tarde deste domingo. De acordo com o jornalista Luiz Bacci, da Record TV, Rafael, que tem 22 anos, seu pai, João Alcisio Miguel, 52, e sua mãe, Miriam Selma Miguel, 50, foram assassinados na casa da namorada do jovem, Isabela Tibcherani, 18, pelo pai dela, Paulo Cupertino Matias. Ator de Chiquititas é assassinado.

Leia mais: Acidente a caminho de noivado mata noiva e mais 12 pessoas

Ator de Chiquititas é assassinado
Familiares teriam dito que Paulo fugiu após os disparos, que aconteceu na Estrada do Alvarenga, no bairro Pedreira, na Zona Sul da Capital. Ele cometeu o crime por ciúmes da filha.
Ator de Chiquititas é assassinado
Rafael e a namorada Isabela
Ainda segundo Bacci, Isabela era obrigada a ficar trancada em casa e a não se relacionar com outras pessoas. Neste domingo, após se sentir mal, ela recebeu a visita do namorado e dos sogros. Segundo testemunhas, Paulo não gostou e atirou nos três.
Antes de “Chiquititas” Rafael ficou conhecido por um comercial de TV onde seu personagem pedia para a mãe comprar brócolis.
Em nota, o SBT lamentou “profundamente a morte do ator Rafael Henrique Miguel e seus pais. A família SBT está muito triste com o ocorrido. E deseja que Deus conforte os seus familiares”.
A Polícia Civil de São Paulo disse que o caso é investigado pelo 98º DP (Jardim Miriam) “e as equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime”.

De acordo com informações divulgadas pelo jornalista Luiz Bacci, Paulo teria ciúmes de Isabela, de 18 anos, e tinha comportamento agressivo. “A menina era obrigada a ficar trancada em casa e a não se relacionar com outras pessoas“, disse Bacci, com base em informações de pessoas ligadas à família. “O namoro proibido era controlado de perto por Paulo Cupertino Matias. Um homem possessivo e temido por toda família e amigos. Ele fugiu após ter atirado”.

O apresentador do Cidade Alerta relatou que, segundo pessoas ligadas à família, a jovem era obrigada a ficar trancada em casa e a não se relacionar com outras pessoas. “Após se sentir mal, Isabela, a namorada de Rafael, recebeu a visita e o carinho do namorado e dos sogros. Segundo testemunhas, Paulo não gostou e atirou nos três em São Paulo”, escreveu Bacci.

Compartilhe