Argentina fala em tratar Covid

Argentina fala em tratar Covid como uma “gripe comum”. Ministra da Saúde chegou a sugerir que pode parar de contar os casos

A ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti, sugeriu que a Covid-19 poderá começar a ser tratada como uma “gripe comum”. Segundo notícias da imprensa local, publicadas nesta segunda-feira (10), o governo argentino analisa dar fim às medidas de isolamento obrigatório para aqueles que tiveram contato com pessoas que testaram positivo para a Covid-19. Argentina fala em tratar Covid….

Leia mais: Pesquisa que aponta vitória de Lula no 1º turno foi paga por banco citado em delação premiada

egundo o jornal La Política Online, empregadores pedem o fim da medida, alegando que ela é usada de forma abusiva por funcionários que aderem ao isolamento para não ir trabalhar.

– É algo que está sendo analisado, mas quero enfatizar que não é porque um setor econômico pediu, pois esse é o olhar que se está tendo atualmente. Na Espanha, eles estão considerando até mesmo classificá-la [a Covid-19], como uma gripe comum – disse a ministra ao canal de TV argentino Todo Noticias.

No mesmo tom do primeiro ministro da Espanha, Pedro Sánchez, Vizzotti disse estar analisando se a pandemia está regredindo para uma endemia.

– É um momento de transição. Estamos definindo se estamos entrando na endemia, e isso é uma mudança de paradigma muito grande para a população. Depois de vir com uma dinâmica de cautela desde a chegada da variante Delta, mudá-la é um desafio – disse a ministra.

Carla Vizzotti falou ainda sobre a possibilidade de parar de contar os casos.

– O que se vê na evolução da doença, que realmente é como a catapora, a gripe ou este tipo de doença, é que, na transição para a endemia, não é necessário testar todos os casos e que o isolamento tem outro papel. Quer dizer, ele perde o valor para controlar a doença – declarou a ministra.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe