Bellintani

Presidente Bellintani admitiu erro na montagem do elenco e condução do futebol

Depois de cinco anos seguidos na Série A, o Bahia vai jogar a segunda divisão em 2022. A derrota para o Fortaleza, por 2×1, combinado com os triunfos de Juventude e Grêmio fizeram o tricolor terminar o torneio na 18ª colocação, graças a Bellintani.

Leia mais: Câmara aprova urgência para projeto que reduz poder de governador sobre PM 

Minutos depois da derrota no Castelão, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, concedeu entrevista e assumiu toda a responsabilidade pelo rebaixamento. O dirigente reconheceu que a diretoria errou na condução do futebol no ano.

“Toda raiva e toda decepção que o torcedor teve comigo, e tem neste momento, é absolutamente compreensível. Sou o grande responsável pelo que aconteceu, as decisões foram tomadas por mim ou autorizadas por mim. Mas dentro de algum nível temos que ter tranquilidade para recolocar o Bahia na rota da primeira divisão do Campeonato Brasileiro”, iniciou Bellintani.

“Nada do que eu disser vai mudar um milímetro do que o torcedor está sentindo, mas eu errei tentando acertar, baseado em informações que eu tive, os recursos que eu tive”, completou.

Bellintani foi questionado sobre a grande reformulação do elenco prometida ao fim da temporada 2020, quando o time também brigou contra o rebaixamento. No entanto, admitiu que a mudança que implantou no clube não surtiu efeito. O presidente disse ainda que o título da Copa do Nordeste causou uma certa ilusão de que o elenco poderia fazer mais.

“Não quero tirar um milímetro da minha responsabilidade, mas para fazer as correções agora não podemos fazer análises superficiais. Nada do que eu diga vai tirar a minha responsabilidade, mas olhando pelo filme que vem agora, não existiu um grande erro, mas vários erros que culminaram nessa situação”.

“A mudança que fizemos no final da temporada passada não surtiu efeito. Tínhamos no final de 2020 um déficit muito grande. Montamos um time quase sem investimentos, o Bahia não gastou praticamente nada com a aquisição de atletas, justamente por uma responsabilidade financeira. Uma decisão corajosa, não tivemos intertemporada, então, tivemos que montar um time sem tempo e sem dinheiro. O título da Copa do Nordeste nos deu a leitura de que aquele time poderia nos dar um nível de disputa de Campeonato Brasileiro”. 

Nos próximos dias o clube deve definir a situação de alguns atletas. Destaques como Rossi e Gilberto, além de Rodriguinho, todos com os contratos perto do fim, dificilmente permanecerão na equipe.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe