Preso homem que obrigava mulher a comer fezes

Preso homem que obrigava mulher a comer fezes

Suspeito de esquartejar mulher e estuprar jovens no RJ é preso no ES e usava nome falso em nova relação

Soropotivo, Gutemberg Xavier Alves também é suspeito de transmitir HIV para as vítimas. Partes do corpo de Franciane Moises Pedro, de 27 anos, foram carregadas em sacolas com ajuda de um adolescente com transtorno mental, que disse ter sido enganado pelo suspeito.

Veja também: Adolescente de 16 anos é assassinado dentro de casa em Lauro de Freitas

Foi preso nesta segunda-feira (9), na cidade de Domingos Martins, no Espírito Santo, o homem que estava foragido por ser o principal suspeito de matar, esquartejar e queimar a ex-companheira Franciane Moizes Pedro, de 27 anos, em Miracema, no Noroeste Fluminense, além de estuprar várias adolescentes e transmitir HIV.

A Polícia Civil do ES disse que Gutemberg Xavier Alves estava em um novo relacionamento usando nome falso.

“Mostra-se que ele tem uma personalidade perversa. Uma espécie de serial killer. Com perversidade porque ele mata com requintes de crueldade. Transmite a Aids para as pessoas com consciência. Ele é um perpetrador de altíssima periculosidade”, disse o Delegado-geral da Polícia Civil do ES, José Darcy Arruda.

O corpo da vítima foi carregado em sacolas com a ajuda de um adolescente com transtorno mental, que disse ter sido enganado pelo suspeito acreditando se tratar de um cachorro morto, segundo a polícia.

Gutemberg foi encontrado após uma denúncia anônima feita à Polícia Civil do Espírito Santo. A denúncia informava que o suspeito estava escondido em uma casa próximo a uma creche no Centro da cidade capixaba.

A polícia informou ainda que amigos disseram em depoimento que a vítima contou antes de ser morta que Gutemberg a obrigava a comer fezes. A vítima também era obrigada a assistir vídeos do ex-companheiro fazendo sexo com outras mulheres.

Segundo a Polícia Civil, após a prisão, Gutemberg assumiu ser a pessoa que estava sendo procurada pela polícia do Rio de Janeiro. A prisão foi em cumprimento a uma mandado de prisão temporária expedido pelo Juízo da Comarca de Miracema.

De acordo com o delegado de Miracema, Gésner Bruno, o inquérito está concluído.

homem que obrigava mulher a comer fezes

“Agora vamos acrescentar as informações colhidas pela polícia do Espírito Santo e enviar para a Justiça o pedido de conversão da prisão temporária para preventiva. O acusado usou do direito de permanecer em silêncio”, afimou o delegado.

Compartilhe