Auxílio Brasil para 600 reais

Gleisi Hoffmann se revolta contra o aumento do Auxílio Brasil para 600 reais

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT/PR), protestou contra a intenção do Presidente Jair Bolsonaro de aumentar o Auxílio Brasil para 600 reais. Além do aumento do valor para os mais pobres, o governo também avalia um possível subsídio a caminhoneiros, para compensar a alta dos combustíveis. “É uma coisa absurda. Querem mudar a Constituição para burlar a lei eleitoral e dar um novo benefício às vésperas das eleições“, disse Gleisi.

A parlamentar teme que isso dê votos a Bolsonaro: “Isso não vai comprar o voto do povo pobre. Esse tempo já passou“, disse a petista.

A deputada demonstrou insegurança, porém, sobre como o PT deverá reagir às medidas. Ela teme a reação popular contra o petismo e, consequentemente, contra Lula, caso votem contra. Para tentar diminuir os danos do voto contrário ao aumento do Auxílio Brasil, Gleisi afirmou que avalia criar uma narrativa: “Vamos discutir nossa estratégia no início da semana. Mas queremos esclarecer a população de que isso é puro oportunismo eleitoral”, confessou a presidente da legenda.

Bolsonaro eleva Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600

O Palácio do Planalto decidiu aumentar o valor da parcela do Auxílio Brasil para possivelmente R$ 600 mensais até o fim deste ano. Hoje, o valor é de R$ 400. Para isso, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) desistiria de compensar Estados que zerarem alíquota do ICMS sobre o diesel e o gás.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe