Pedaço de madeira atravessou a vagina e saiu no pescoço! Mulher é ‘empalada’ por dois cabos de vassoura

Mulher é ‘empalada’ por dois cabos de vassoura

Pedaço de madeira atravessou a vagina e saiu no pescoço! Mulher é ‘empalada’ por dois cabos de vassoura

De acordo com informações de um agente da 9ª CIPM (Pirajá), a vítima também apresentaria sinais de violência sexual.

O corpo de Fernanda Souza Mendonça, de 26 anos, foi encontrado no interior da sua casa na rua Antônio Martins de Lima, localizada no bairro de Bom Juá, por volta das 14h deste domingo (11), segundo informações da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). O corpo da vítima, que morava sozinha, apresentava sinais de violência sexual e teria sido empalada com dois cabos de vassoura. O pedaço de madeira atravessou a vagina e saiu no pescoço de Fernanda.

Leia mais: Mãe é presa por obrigar filha de 5 anos a comer as próprias fezes

Ainda de acordo com um agente da 9ª CIPM, o corpo de Fernanda, será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde deve passar por uma perícia.

Não há mais informações sobre as circunstâncias do crime, cuja autoria e motivação permanecem desconhecidas. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela 9ª CIPM (Pirajá).

Tortura medieval utilizada nos dias atuais
Empalamento ou empalação [1] é um método de tortura e execução utilizada antigamente que consistia na inserção de uma estaca no ânus, vagina, ou umbigo até a morte do torturado. [2] Algumas vezes deixava-se um carvão em brasa na ponta da estaca para que, quando esta atingisse a boca do supliciado, este não morresse até algumas horas depois, de hemorragia. Usava-se também cravar a estaca no abdômen.

Esse tipo de tortura, altamente cruel, foi vastamente utilizada por diversas civilizações no mundo inteiro, sobretudo da Arábia e Europa. Os assírios, conhecidos por inventarem diversos métodos de tortura dos mais cruéis, séculos antes de Cristo, empalavam prisioneiros de guerra, bem como civis que cometiam certos crimes. Diz à lenda que o monarca assírio Assurbanípal apreciava assistir a sessões de empalamento, enquanto fazia suas refeições.

O método foi muito utilizado pelo conde romeno Vlad da Valáquia, que ganhou fama por empalar seus inimigos, e ficou conhecido pelo titulo o Empalador (Vlad III, o Empalador) ou, em romeno, Vlad Ţepeş. Vlad, que também parecia apreciar as empalações em seus horários de refeições, inspirou Bram Stocker para seu notório livro Drácula.

Mulher é ‘empalada’ por dois cabos de vassoura

Fonte: routenews.com.br

Compartilhe