Pai estuprava fazendo fetiches com as próprias filhas de 4 e 8 anos

Pai estuprava fazendo fetiches

Pai estuprava fazendo fetiches com as próprias filhas de 4 e 8 anos em Manaus

Essas situações surpreendem até mesmo nós, policiais, que já atuamos na instituição há tantos anos, declarou o delegado Costa e Silva, titular do 4° DIP

Um homem de 55 anos foi preso na tarde de terça-feira (28), por volta de meio-dia, ao procurar atendimento no prédio da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), na rua Maceió, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus. Ele foi condenado a 18 anos por estuprar as próprias filhas, na época, de 4 e 8 anos de idade. Pai estuprava fazendo fetiches.

Leia mais: Pastora diz que Gabriel Diniz foi para o inferno porque cantava para o diabo

De acordo com o delegado Costa e Silva, titular do 4° Distrito Integrado de Polícia (DIP), a prisão foi em cumprimento a mandado de sentença condenatória por estupro de vulnerável. A ordem judicial foi expedida no dia 15 de abril deste ano, pelo desembargador João Mauro Bessa, da 1ª Câmara Criminal.

As crianças contaram para a avó que eram estupradas pelo próprio pai. No início, ninguém da família ligou para o fato. Mas logo depois os abusos foram confirmados. Exames periciais confirmaram que ele introduziu o órgão sexual nas vítimas. Ele nega os estupros, mas as evidências são claras e tenebrosas, disse o delegado.

O titular do 4° DIP informou, ainda, que durante o termo de declaração as vítimas relataram que apanhavam do pai e que ele chegou até a passar batom nelas para que se passassem pela mãe. Além disso, elas contam que eram obrigadas a assistir conteúdos pornográficos com ele.

Ele passava batom nas filhas para que elas fingissem serem a mãe com intuito de brincar de ‘papai e mamãe’. São situações tenebrosas. As vítimas também eram obrigadas assistir filmes pornográficos. Uma delas chegou a ser agredida por não ceder a relação sexual. Essas situações surpreendem até mesmo nós, policiais, que já atuamos na instituição há tantos anos, explicou o delegado.

As crianças, atualmente, com oito e 12 anos moram com a avó. O homem ficará à disposição da Justiça no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no quilômetro 8 da BR-174.

Compartilhe