Mulher que matou amante vence concurso de miss em cadeia do RJ; veja fotos

Mulher que matou amante vence concurso de miss

Mulher que matou amante vence concurso de miss

Loira, bonita e jovem, Verônica Verone de Paiva está presa há sete anos depois que confessou ter matado o amante em um motel do Rio de Janeiro. Ela tinha apenas 18 anos na época e foi condenada a 15 anos. Mulher que matou amante vence concurso de miss

Leia mais: Mãe é presa por obrigar filha de 5 anos a comer as próprias fezes

Encarcerada na Penitenciária Tavalera Bruce, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, Verônica acaba de ser eleita a Miss Tavalera 2018. Ela concorreu ao título com outras nove presas.

As presidiárias que concorreram ao prêmio de miss desfilaram com dois modelos diferentes: um era despojado e outro de gala. No primeiro, Verônica usou uma saia colorida, blusa branca, chapéu e chinelos.

No segundo modelo, de gala, ela usou um vestido longo, preto e dourado, bem justo, e uma sandália preta alta. A jovem loira usou também um batom vermelho que chamou a atenção dos jurados.

Mulher que matou amante vence concurso de miss

No total, dez jurados fizeram a avaliação. Funcionários da Secretária de Administração Penitenciária (Seap) representavam a maioria deles. A Seap foi a promotora do concurso.

Mulher que matou amante vence concurso de miss

“Estou com o coração acelerado e muito feliz. Realmente não esperava. Cheguei aqui (na cadeia) rebelde e agora estou aqui porque me comportei. Me preparei muito para esse dia. Treinei muito”, afirmou Verônica.

O concurso de Miss Tavaleira chegou à 13ª edição e para participar é necessário ter bom comportamento dentro da cadeia. Até ano passado, Verônica não competia justamente por não ter bom comportamento. Em sete anos, ela já cometeu oito faltas graves.

A vencedora levou para a cela um ventilador e comemorou bastante. “Isso (o ventilador) aqui dentro é muito útil. É calor demais”, afirmou Verônica.

Compartilhe