Mulher é acusada de fazer sexo na frente dos filhos de 6 e 9 anos! Veja:

Mulher é acusada de fazer sexo na frente dos filhos de 6 e 9 anos

Mulher é acusada de fazer sexo na frente dos filhos de 6 e 9 anos

Crianças de 6 e 9 anos relataram fato ao pai

Uma mulher foi acusada pelo ex-marido de manter relações sexuais na frente dos filhos em Araraquara. Mulher é acusada de fazer sexo na frente dos filhos de 6 e 9 anos…

Leia mais: Homem afirma que é pai de um burrinho; ‘vou até o fim do mundo pra provar que sou o pai’

Segundo informações, o pai das crianças, de 6 e 9 anos, procurou o plantão policial e afirmou que a filha, de 6 anos, disse que a mãe estava mantendo relações sexuais com o padrasto na frente dele. O filho mais velho, de 9 anos, também relatou a situação ao pai.

O homem relatou aos policiais que entrou em contato com o conselho tutelar no final de 2018 por 3 vezes, porém não obteve resposta. Ele falou com a ex-mulher, e ela respondeu que “a vida dela não era de sua conta”.

Em contato com o conselho tutelar, o homem foi informado que era necessária uma visita a mãe das crianças para que o caso fosse encaminhado ao judiciário. O caso foi encaminhado a Delegacia de Defesa da Mulher e será investigado.

A exposição ao ato sexual é um ato que entra em conflito com o desenvolvimento normal da criança, do ponto de vista da sua identidade sexual e enquanto pessoa”, explica ao Observador Joaquim Manuel da Silva.

O juiz de direito da secção de família e menores do Tribunal da Comarca de Lisboa Oeste reflete que, quando a liberdade e autodeterminação sexual da criança é afetada, tal constitui um crime punido com pena de prisão. O mais importante, diz o juiz, passa por apurar responsabilidade parental.

Sexo sim, mas à porta fechada

Para a pergunta colocada no título não existe uma “resposta única e verdadeira”, palavra da psicóloga infantil Inês Afonso Marques, que lidera a equipa infanto-juvenil da Oficina de Psicologia. Ainda assim, é possível opinar: “Se pensarmos que a sexualidade remete para uma questão de intimidade, de partilha de um casal, faz todo o sentido que seja vivida em privado. O facto de esta acontecer na presença de uma criança ou de uma pessoa é algo que, por princípio, não deve acontecer”.

Compartilhe