Lauro de Freitas

Lauro de Freitas: Ministério Público da Bahia pede afastamento de chefe da guarda municipal

A Promotoria de Justiça de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), recomendou que a prefeita da cidade, Moema Gramacho (PT), afaste o gerente da Guarda Municipal, Laércio Machado dos Santos, e a chefe de Posto da Guarda Municipal, Iranildes Amado. Contra os dois pesa duas acusações distintas.

Em pedido desta segunda-feira (21), a promotora substituta Ivana Silva Moreira declarou que há suspeitas de que Santos comandaria um “esquema de diárias” em que alguns agentes recebiam mais do que outros. O montante irregular, conforme as acusações, seria dividido em uma espécie de rachadinha.

Leia mais: Secretário de Moema é exonerado após áudio vazado nas redes sociais

Já o caso de Iranildes Amado se refere a uma suposta fraude na apresentação de atestados, o que teria permitido a ela quase um ano de afastamento das funções, recebendo remuneração integral, o que incluiu benefícios e gratificações, gerando enriquecimento ilícito. O fato seria de conhecimento do Gerente da Guarda Municipal de Lauro de Freitas.

BBB22: Ludmilla monta estratégia para salvar Brunna e é acusada de corrupção

A promotora informou que o afastamento dos dois servidores serve também para garantir que a apuração transcorra sem suspeitas, uma vez que caso continuem nos cargos podem “dificultar a realização de provas, como a coação das testemunhas, principalmente os servidores públicos, que poderão se calar ou mentir por medo de represálias”.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe