Tem algo errado aí que não tá certo, né não professores?

A prefeita reeleita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), assinou em 21 de dezembro um contrato para implantação e gestão de aulas remotas para a rede municipal de ensino.

Veja também: Menina filma estupro cometido pelo pai em Salvador! Veja:

A empresa Conceito Representação venceu o pregão eletrônico e receberá cerca de R$ 13,5 milhões de reais, por apenas quatro meses de serviço, que inclui a organização e disponibilização de aparelhos eletrônicos, além do treinamento para os profissionais da educação.

As aulas remotas se tornaram uma opção à manutenção do ensino em tempos de pandemia. Porém a cifra milionária impressiona, em especial face à realidade das contas públicas do município. A população também se pergunta por que somente agora esta contratação foi realizada. Afinal a pandemia já dura mais de nove meses e o ano letivo já está bastante prejudicado.

Na contramão do que seria uma solução para os estudantes, professores reclamam da demissão de mais de 700 profissionais do setor, rompendo acordo firmado pela própria prefeita com a categoria, em novembro do ano passado. Cerca de 50 profissionais da educação se reuniram ontem (07) pela manhã em manifestação na frente da prefeitura.

O grupo seguiu em passeata e ocupou uma das faixas da Av. Santo Dumont, travando o trânsito no sentido Litoral Norte.

Fonte: burburinho news

Compartilhe