Ministério Público notifica Globo por representação racial em Segundo Sol

Segundo Sol

A nova novela da Globo já vem cheia de polêmica! Segundo Sol

De acordo com comunicado, a emissora terá dez dias para atender à medida ou pode ser alvo de ação do MPT

Leia mais: Professora gata é presa por seduzir e tirar virgindade de aluno

O mea-culpa feito pela Globo, que admitiu “representatividade menor do que gostaria” em sua próxima novela das 9, Segundo Sol, que substitui O Outro Lado do Paraíso a partir de segunda-feira, não adiantou. O Ministério Público do Trabalho (MPT), por meio da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho (Coordigualdade), enviou à emissora uma notificação recomendatória para levar o folhetim a “respeitar a diversidade racial” da cidade em que é ambientado.

Em linha com a atual tendência da Globo, de tirar suas novelas do eixo Rio-São Paulo, Segundo Sol se passará em Salvador, Bahia, estado com o maior porcentual de população negra do Brasil, de acordo com o Mapa de Distribuição Espacial da População do IBGE (2013). O elenco, no entanto, não reflete essa distribuição social e já desde o ano passado, quando começou a ser pré-produzida, a novela tem sido alvo de críticas pelo baixo número de atores negros e locais em seu elenco, estrelado por Emílio Dantas, Giovanna Antonelli, Adriana Esteves e Deborah Secco.

Veja

Compartilhe