Menina denuncia padrasto após palestra de educação sexual na escola

Menina denuncia padrasto após palestra de educação sexual na escola

Menina denuncia padrasto após palestra de educação sexual na escola

Uma menina de onze anos contou que estava sendo estuprada pelo padrasto após assistir a uma palestra de educação sexual em sua escola, localizada em Vila Velha, Espírito Santo. O homem foi preso, de acordo com o delegado Lorenzo Pazolini, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). As informações são da Gazeta Online.

Leia mais: Menina pode ter sido estuprada pelo ex e mais dois antes de morrer, suspeita a polícia

Ela já sofria com os abusos há um tempo, mas só conseguiu falar sobre o assunto com a professora, que denunciou o caso. A vítima inicialmente foi levada a um abrigo. Depois, foi encaminhada aos cuidados de parentes próximos e o padrasto foi detido”, disse Pazolini.

Aulas sobre educação sexual nas escolas ajudam a mostrar para as crianças o que é abuso e fazer com que elas tenham coragem para relatar o que estão sofrendo. No entanto, esse tema tem sido alvo de polêmica nos últimos meses.

Abuso infantil é crime. Saiba como denunciar caso de abuso infantil ou disque 100:

O serviço do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes é coordenado e executado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Por meio do 100, o usuário pode denunciar violências contra crianças e adolescentes, colher informações acerca do paradeiro de crianças e adolescentes desaparecidos, tráfico de pessoas – independentemente da idade da vítima – e obter informações sobre os Conselhos Tutelares.

O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, conforme a competência, num prazo de 24h. A identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo. 

(As informações são da UNICEF)

Compartilhe