Mãe de bebê estuprado e morto pelo padrasto é presa na quarta-feira (20)

Mãe de bebê estuprado e morto pelo padrasto é presa

Mãe de bebê estuprado e morto pelo padrasto é presa

Foi presa no início da tarde desta quarta-feira (20) em Pelotas, no Sul do Rio Grande do Sul, a mãe de um bebê de 1 ano, que foi morto no início do mês. Segundo a Polícia Civil, a criança foi estuprada e espancada até a morte pelo padrasto, que já havia sido preso em flagrante. Mãe de bebê estuprado e morto pelo padrasto é presa…

Leia mais: Motorista sequestra e coloca fogo em ônibus cheio de crianças dentro

O casal foi denunciado pelo Ministério Público. O homem é acusado de homicídio triplamente qualificado e estupro de vulnerável. A jovem, de 25 anos, responde pelos mesmos crimes, por omissão.

O MP entende que ela não teve participação direta no crime, mas tinha obrigação de proteger o filho. Além disso, teria consentido os crimes praticados pelo companheiro.
A jovem foi encontrada na casa da mãe dela, e encaminhada para o Presídio de Pelotas. O casal pode ser condenado a até 30 anos de prisão.

Traumatismo craniano

O menino Bernardo Araújo Pinto teve traumatismo craniano. Segundo a polícia, o homem estava sozinho com a criança no momento do crime, e relatou à polícia que o bebê se engasgou. Ao levá-lo para a rua, em busca de ajuda dos vizinhos, o enteado teria escorregado, na versão apresentada por ele.

De acordo com depoimentos de testemunhas, o homem falava abertamente que não gostava da criança. Ele nega as acusações. Já a mãe disse que não estava em casa quando o crime aconteceu, e que não tinha conhecimento da violência praticada contra o filho.

G1

Compartilhe