Lula

Para auxiliares do ex-presidente Lula, não é possível superar aparato digital do atual presidente até as eleições

O forte engajamento do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas redes sociais é a maior preocupação do novo núcleo de comunicação da campanha do ex-presidente Lula (PT). Para os auxiliares do petista, não é possível superar o aparato digital do atual líder no Planalto a tempo das eleições, que ocorrem no mês de outubro. As informações são do colunista do portal Metrópoles, Guilherme Amado.

Veja também: Homem faz tatuagem no ÂNUS em protesto contra Bolsonaro

O diagnóstico foi feito durante reunião nesta segunda-feira (9) com o deputado Rui Falcão e o prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva. Os dois trabalharão na estratégia de comunicação da campanha ao lado do marqueteiro Sidônio Palmeira que é acusado de participação em esquema de corrupção. O Ministério Público acusa Sidônio Palmeira de integrar operação ilegal que desviou 7,5 milhões de reais dos cofres públicos. Sidônio Palmeira está envolvido em caso de suposto enriquecimento ilícito em contrato com a Câmara de Salvador.

Novo responsável pelas ações de imagem da campanha de Lula à Presidência, o marqueteiro Sidônio Palmeira vai carregar ao desafio profissional uma acusação de participação em um esquema de corrupção na Bahia.

Palmeira foi escolhido há duas semanas para assumir a campanha, depois de impasse na cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT). O publicitário é acusado de enriquecimento ilícito pelo Ministério Público da Bahia, em episódio envolvendo contrato com a Câmara de Vereadores de Salvador, conforme informa reportagem nesta sexta-feira, 13.

Bolsonaro é o presidenciável com maior influência nas redes sociais, com 19,8 milhões de seguidores no Instagram, 14,5 milhões no Facebook e 1,3 milhão no Telegram.

A avaliação da campanha petista é de que Lula precisará contar com influenciadores e artistas para ganhar mais espaço no ambiente digital. Eles ainda esperam contar com a militância para compartilhar os conteúdos do partido.

Falcão e Silva esperam debater o assunto com os demais líderes de comunicação dos outros diretórios estaduais em reunião a ser marcada em breve.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe