Covid-19

Lauro de Freitas: Covid-19

Integrando a lista das cinco cidades com maior número de casos ativos da Covid-19 no estado, Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), estuda a retomada de medidas mais restritivas de circulação. Reconhecendo que a população relaxou nas medidas de combate ao vírus, a prefeita Moema Gramacho (PT) defendeu uma maior punição para aqueles que descumprirem os decretos vigentes. Para a gestora, a proximidade com a capital pode fazer com que os números disparem ainda mais. Até o momento, 1.756 pessoas estão tratando da doença.

Veja também: Quem vai receber o novo Auxílio Emergencial a partir de março?

A gestora reconheceu que nos últimos dias a cidade tem registrado um aumento no número de óbitos e disse que, mesmo com a situação controlada, a proximidade com a capital acende o alerta. “Estamos muito próximos e, obviamente, se tem um aumento da contaminação na capital, tende a ampliar em toda RMS, em especial no município mais próximo que é Lauro de Freitas. Com isso temos que adotar medidas mais restritivas e similares em toda região”, disse.

De acordo com a gestora, no final da noite de quarta-feira (17), uma reunião iria ocorrer para traçar novas estratégias de enfrentamento ao avanço da pandemia, mas ainda não foi divulgado quais estratégias serão adotas. “Reuniremos diversos setores da prefeitura e também das atividades econômicas para discutir se nesse primeiro momento nós já adotaremos os chamados mini lockdown por bairros, ou se já há necessidade de fazer algo maior pelo menos que mostre para a população que a situação é grave”, disse, reafirmando a necessidade da população colaborar. “As pessoas acham achar que porque chegou a vacina para alguns, que a situação já está resolvida, muito pelo contrário”, pontuou.

Moema defendeu a intensificação da fiscalização dos decretos vigentes a fim de reduzir as aglomerações. “A partir desta quarta-feira, teremos ações mais contingentes em relação aos infratores do ponto de vista da cobrança não só de multas, porque infelizmente as pessoas veem que quando afeta o bolso elas acabam tendo mais cuidado, mas, mais do que isso, temos que evitar que as festas e aglomerações aconteçam. Em acontecendo temos que apreender os equipamentos utilizados”, disse.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade de Lauro de Freitas registrou desde o início da pandemia, 10.610 casos da Covid-19. Deste total, 165 vieram a óbito. Outras 1.756 pessoas ainda estão tratando a doença. Já os números divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) no último boletim emitido nesta quarta-feira (17), revelam um número muito menor de casos ativos na cidade: 220 pessoas ainda estariam doentes. Questionada, a gestão municipal confirmou o número de 1.756 pessoas ainda tratando a doença. A secretaria ainda vai atualizar estes números.

Além de Lauro, Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista e Ilhéus, estão na lista das cinco cidades com maior índice de casos ativos na Bahia.

Compartilhe