Isolamento é a maior imbecilidade da história, diz Camargo

Isolamento é a maior imbecilidade da história, diz Camargo

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, voltou a causar polêmica nas redes sociais ao pedir o fim do isolamento de pessoas devido à pandemia do novo coronavírus. Isolamento é a maior imbecilidade,  diz Camargo.

Veja também: Mandaram todo mundo ir pra casa. E nós, que não temos casa?, chora morador de rua

Em sua conta no Twitter, ele retuitou uma mensagem do presidente Jair Bolsonaro em que condenava “medidas extremas sem planejamento e racionalidade” que, segundo ele, “podem ser mais nocivas que a própria doença”.

Camargo diz em seu post que o isolamento para toda a população “precisa ser imediatamente suspenso” e é “a maior imbecilidade da história da humanidade”. Ele ainda finaliza seu post convocando os brasileiros “ao trabalho”. A Fundação Palmares é uma entidade pública vinculada à Secretaria de Cultura.

Pouco depois dessa publicação, Camargo voltou às redes sociais e retomou o assunto, agora com críticas à oposição. “A esquerda usa o coronavírus como atalho para transformar o Brasil numa Venezuela. Não permitiremos!”.

Sérgio Caramrgo já acumula outras polêmicas nos tempos de governo Bolsonaro. No mesmo dia em que foi nomeado presidente da Fundaçao Palmares, ainda em novembro de 2019, a internet recuperou mensagens antigas em que classificava o racismo no Brasil de “racismo nutella”, enquanto dizia que nos Estados Unidos existe o “racismo real”. Outras publicações de Camargo diziam que o movimento negro precisa ser “extinto”.Ele também já disse que a escravidão foi “benéfica” aos descendentes de escravos, já que os negros viviam melhor no Brasil do que na África.

Compartilhe