Flordelis mandou matar marido

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) foi denunciada pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) e a Polícia Civil como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto em 2019. Como tem foro privilegiado, a parlamentar não será presa agora.

Na manhã de hoje, a Polícia Civil cumpre 11 mandados de prisão e outros de busca e apreensão contra a deputada e familiares em endereços ligados aos réus em Niterói, na casa onde mora a parlamentar, São Gonçalo, Rio de Janeiro e Brasília, onde ela possui um apartamento funcional. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Criminal de Niterói.

Segundo a CNN Brasil, seis pessoas já foram presas, sendo cinco no Rio e uma em Brasília. A pessoa detida na capital federal é Rayane dos Santos Oliveira, neta de Flordelis, presa no apartamento funcional da deputada.

A operação é conduzida pelo MP-RJ, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e pela Polícia Civil, por meio da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNSG),

Compartilhe