Mulheres ficam com seios deformados. Três pacientes denunciaram o médico do DF por negligência devido a necroses e infecções após cirurgias plásticas

O que era para ser a realização de um grande sonho tornou-se pesadelo em pouco tempo. Kátia Maria Damasceno, 55 anos, teve complicações após realizar três procedimentos – rinoplastia, mamoplastia e lipoescultura – com um cirurgião plástico da clínica R&E Cirurgia Plástica e Estética Avançada, em Águas Claras. Mulheres ficam com seios deformados….

Leia mais: Funcionário com 20 anos de empresa morre na fila da demissão

A mulher revelou ao Metrópoles que logo após a cirurgia passou por um quadro de anemia severa causada por intensa perda de sangue durante a cirurgia. Como as feridas do peito não cicatrizavam, a cuidadora de idosos adquiriu, ainda, uma infecção generalizada e precisou explantar as duas próteses das mamas com urgência.

“Minha anemia estava tão forte que eu não conseguia falar. Com 10 dias, o peito começou a abrir e não fechava mais. Eu mandava mensagem para o médico e tudo para ele era normal. Ele dizia que estava simplesmente orando por mim. Na auréola mandou eu fazer uma tatuagem, que ia ficar legal. Chegou a um ponto que outra cirurgiã disse para eu tirar a prótese ou iria morrer. Sobrevivi, mas minha vida acabou”, lembra Kátia.

Veja imagens chocantes:

Em novembro, o Metrópoles deu luz às investigações conduzidas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) contra a médica Milena Carvalho por suposta negligência médica, após procedimentos estéticos. A cirurgiã fez mais de 17 vítimas que sofreram com necroses, infecções e mutilações no DF.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe