bebê fica jogado na calçada

Mulher dá à luz em frente a hospital e bebê fica jogado na calçada. Ministra Damares Alves disse que recebeu um vídeo da situação e que irá prestar assistência à mãe e ao bebê

Nesta terça-feira (25), um episódio “impactante” ocorreu em Rio Branco, no Acre. Uma mulher entrou em trabalho de parto e deu à luz um bebê em frente uma maternidade. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra a bebê na calçada, chorando, enquanto a mulher está ao lado da criança. Um bebê fica jogado na calçada…

Veja também: De calcinha transparente, Mirella fica de quatro na cama com o bumbum pro alto. “Quero assim”

Ao portal G1, um morador da cidade disse que passou no local e tentou pedir ajuda à Maternidade Bárbara Heliodora, mas que os funcionários da recepção negaram. Ele contou ainda que a mulher deve viver em situação de rua.

– A mulher ganhou neném na porta da maternidade. Fui lá, chamei os caras da recepção, e ninguém quis ajudar. Acredito que é moradora de rua. Não vi ela com ninguém. Vinha uma mulher, correu, tirou uma toalha de dentro da bolsa e levou o bebê, e eu peguei a cadeira de rodas e levei ela. Cheguei lá em cima, e eles não queriam atender ela porque tem que ter um responsável, mas deixei ela lá. Tem que ser atendido, é ser humano – relatou.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse ter recebido a denúncia e afirmou que a Pasta irá prestar ajuda à mãe e ao bebê.

– Essas imagens chegaram até mim hoje. Elas me assustaram. Este é um flagrante de inúmeras denúncias que recebemos todos os dias aqui, em nosso Ministério. A violência neste vídeo é violência contra duas vidas, a da mamãe e [a] do bebê. Essa mulher está desnorteada. Essa mulher está sozinha. Essa mulher está na rua. Essa mulher deveria estar num lugar aconchegante, tendo todo o direito ao parto. O bebê está jogado numa calçada, chorando. Ele deveria estar num lugar protegido, longe de contaminação. Na gravação, é possível ouvir uma pessoa passar e a repreender. Entende agora o trabalho de um Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos? Minha equipe já está buscando a criança e a mamãe. Vamos ajudar ambos – apontou.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe