Idoso morre no MOTEL em tarde de sexo com novinha

Misericórdia. Um idoso de 71 anos, morreu em um motel. De acordo com a Polícia, o homem estava com uma mulher de 26 anos, no motel e sofreu um infarto fulminante. Ao perceber que o idoso estava passando mal a mulher pediu ajuda dos funcionários do motel. Idoso morre no MOTEL

Lauro de Freitas: Candidato a vereador REGISTRA em CARTÓRIO declaração para doar metade do salário para instituições de caridade

A jovem foi foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos depois que o corpo do idoso foi removido do local e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Manaus onde aconteceu o caso.

Idoso morre no MOTEL

O infarto agudo do miocárdio, ou ataque cardíaco, acontece quando a falta de sangue no coração causa lesões no seu tecido. Esta situação é conhecida como isquemia, e provoca sintomas como dor no peito que irradia para os braços, além de náuseas, suor frio, cansaço, palidez, dentre outros.

Geralmente, o infarto ocorre devido ao acúmulo de placas de gordura no interior das artérias coronárias, que acontecem tanto pela genética, como por fatores de risco como fumo, obesidade, alimentação desequilibrada e sedentarismo, por exemplo. Seu tratamento é indicado pelo médico, e envolve o uso de medicamentos para restaurar a circulação ao coração, como AAS, e por vezes, uma cirurgia cardíaca.

Na presença de sintomas que indiquem infarto, que duram mais de 20 minutos, é importante ir ao pronto-socorro ou ligar para o SAMU, pois esta situação pode pode causar graves sequelas cardíacas, ou até, levar a pessoa à morte, se ela não for socorrido rapidamente. Para reconhecer rapidamente os sintomas de infarto, e as particularidades na mulher, jovens e idosos.

Como é feito o tratamento

O tratamento do infarto é feito no hospital, com o uso de uma máscara de oxigênio ou mesmo ventilação mecânica, para que o paciente respire mais facilmente, e a administração de diversos medicamentos, indicados pelo médico, como anti agregantes plaquetários, aspirina, anticoagulantes venosos, Inibidores da ECA e beta-bloqueadores, estatinas, analgésicos fortes, nitratos, que atuam tentando regular a passagem de sangue para o coração.

O tratamento busca estabilizar o quadro, diminuir a dor, diminuir o tamanho da área afetada, reduzir as complicações pós-infarto e envolve cuidados gerais como repouso, monitorização intensiva da doença e uso de medicamentos. Pode ser necessária a realização de um cateterismo de urgência, ou angioplastia, dependendo do tipo do infarto. Esse cateterismo define o vaso que está entupido e se o tratamento final será uma angioplastia ou uma cirurgia cardíaca para colocação de pontes.

Compartilhe