Homem reclama da demora no almoço

Homem reclama da demora no almoço e apanha. Caso aconteceu no começo da semana em Campos Novos, no Meio-Oeste

Após reclamar que o almoço ainda não estava pronto, um homem apanhou da própria esposa em Campos Novos, no Meio-Oeste de Santa Catarina, na última segunda-feira (11). A confusão só terminou após a chegada da PM (Polícia Militar). Homem reclama da demora no almoço e apanha.

Leia mais:  Homem faz tatuagem no ÂNUS em protesto contra Bolsonaro

A vítima, de 38 anos, contou aos policiais que chegou do trabalho e discutiu com sua mulher, por volta das 13h30, porque o almoço ainda não estava pronto. Na briga, a esposa e a enteada, iniciaram as agressões com um pedaço de pau.

O homem sofreu cortes no braço direito e foi para a casa da mãe de onde ligou para a polícia. O caso, que aconteceu no bairro Nossa Senhora do Rosário, foi registrado em um boletim de ocorrência.

A Lei 11. 340/06, conhecida como Lei Maria da Penha, pode ser aplicada por analogia para proteger os homens. O entendimento inovador é do juiz Mário Roberto Kono de Oliveira, do Juizado Especial Criminal Unificado de Cuiabá. Ele acatou os pedidos do autor da ação, que disse estar sofrendo agressões físicas, psicológicas e financeiras por parte da sua ex-mulher.

A lei foi criada para trazer segurança à mulher vítima de violência doméstica e familiar. No entanto, de acordo com o juiz, o homem não deve se envergonhar em buscar socorro junto ao Poder Judiciário para fazer cessar as agressões da qual vem sendo vítima. “É sim, ato de sensatez, já que não procura o homem se utilizar de atos também violentos como demonstração de força ou de vingança. E compete à Justiça fazer o seu papel e não medir esforços em busca de uma solução de conflitos, em busca de uma paz social”, ressaltou.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe