Hamilton posta foto de Bruna Marquezine e fãs dizem: “Cuidado, Neymar”

Hamilton posta foto de Bruna Marquezine

Hamilton posta foto de Bruna Marquezine e fãs abre o olho de Neymar

O piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton “causou” entre os fãs do “Brumar”, como é conhecido o casal formado por Bruna Marquezine e Neymar. Isso porque o britânico publicou em seu Instagram nesta quarta-feira (12) uma foto da atriz ao lado de Alessandra Ambrosio. Hamilton posta foto de Bruna Marquezine? Ai tem.

 Hamilton posta foto de Bruna Marquezine

“Alessandra & Bruna killing it in TommyXLewis [‘Alessandra e Bruna arrasando no TommyxLewis’, em inglês]”, escreveu ele.

Leia mais: Juliana Paes exibe bumbum na nuca e maridão pira com a situação

A foto usada por Hamilton é do evento que teve em Nova York, nos Estados Unidos, na segunda (10) do lançamento da coleção assinada por ele para a grife Tommy Hilfiger. Vale lembrar que o piloto e Neymar são amigos de longa data e até já badalaram juntos

Porém, mesmo assim, seguidores não pouparam o craque nos comentários do post feito por Hamilton. “Cuidado, Neymar”, avisou um. “Olha que o Ney fica brabo, hein?”, brincou outro. “Agora o Neymar cai, literalmente”, disse um terceiro. “Fica de olho, Ney”, publicou mais um.

Hamilton posta foto de Bruna Marquezine

Da infância humilde à vida de popstar:
o ponto e o contraponto de Hamilton

Confronto de períodos distintos dos 30 anos do britânico ajuda a entender melhor o mais novo tricampeão mundial da Fórmula 1 e atleta mais bem pago da Grã-Bretanha

Em 1995, Anthony Hamilton, pai de Lewis Hamilton, procurou John Button, pai de Jenson Button, e lhe pediu ajuda. Precisava de motores novos para o kart de seu filho. John os comercializava. Lewis tinha dez anos, Jenson, 15. Foi atendido.

No último GP de Mônaco, Lewis desfilou pelo Principado com a modelo norte-americana, loira, Gigi Hadid, e sua amiga, Kendall Jenner, ambas socialites. Depois da corrida, voaram no Challenge 605, jato executivo de US$ 35 milhões (R$ 130 milhões), de Lewis, para Nova York.

Esse é apenas um exemplo dos muitos entre as duas realidades distintas de Lewis, entre a fase jovem e cheia de necessidades, e a adulta, pródiga, resultado do reconhecimento de seu imenso talento para conduzir carros de corrida, tanto que domingo, em Austin, nos Estados Unidos, conquistou, pela Mercedes, seu terceiro título mundial de F1, igualando a marca de seu ídolo, Ayrton Senna.

Compartilhe