Em bilhete, Lula pede voto de presente de aniversário

Lula pede voto de presente de aniversário

Lula pede voto de presente de aniversário

Nesta sexta-feira (5) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enviou um recado ao povo brasileiro. Lula pede voto de presente de aniversário

Leia mais: Justiça suspende trabalho em shopping aos domingos e feriados

Como não pode participar da eleição e até suas entrevistas foram censuradas, Lula mandou o seguinte bilhete direto da carceragem da Polícia Federal em Curitiba:

Lula pede voto de presente de aniversário

“Ao meu querido Povo brasileiro

Nasce em 27 de outubro Luiz Inácio da Silva, em Vargem Comprida, localidade de Caetés, no interior de Pernambuco – na época um distrito do município de Garanhuns. O bebê é o sétimo filho de Aristides Inácio da Silva e Eurídice Ferreira de Melo, a “dona Lindu”. É registrado, porém, sete anos mais tarde e com data de nascimento diferente: 6 de outubro. Apesar da certidão, Lula comemorava o seu aniversário no dia 27.

A mãe de Lula e os filhos se mudam para o litoral de São Paulo, para onde o marido já havia se transferido a fim de tentar a vida como estivador no porto de Santos. Aos 7 anos, Lula se alfabetiza no Grupo Escolar Marcílio Dias e vende laranjas no cais.

Se muda para a capital paulista, com a mãe e os irmãos. O pai fica no litoral, após formar uma segunda família com uma prima de dona Lindu.

Começa a trabalhar em uma tinturaria de São Paulo, aos 12 anos. Atua também como engraxate e auxiliar de escritório.

Tem a carteira assinada pela primeira vez, aos 14 anos. É transferido para a Fábrica de Parafusos Marte e começa o curso técnico de torneiro-mecânico do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

 Forma-se no Senai e é admitido em uma metalúrgica, onde tem o dedo mínimo da mão esquerda esmagado por uma prensa hidráulica. Recebe uma indenização e compra um terreno para a mãe. Troca de emprego, mas é demitido por se negar a trabalhar aos sábados.

Compartilhe