Eduardo Leite ataca Bolsonaro após derrota no PSDB

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, homenageou o namorado Thalis Bolzan ao reconhecer a derrota nas prévias do PSDB para a Presidência da República em 2022. Eduardo Leite ataca Bolsonaro

Leia mais:  Homem faz tatuagem no ÂNUS em protesto contra Bolsonaro

Primeiro chefe estadual a assumir publicamente que é gay, o gestor tucano teve apenas 44,66% na votação. João Doria, o escolhido pela militância da sigla, teve 53,99%.

“Fico feliz por ser o primeiro governador a falar abertamente sobre ser gay para mostrar que a diversidade da nossa população é algo que nos fortalece”, bradou, sendo aplaudido pelos filiados.

Ele criticou o presidente Jair Bolsonaro. “Essa diversidade nos faz mais fortes, mais criativos e com futuro mais promissor. Não podemos conviver que isso é algo errado e que precisa ser combatido”, emendou.

Em seguida, ele mandou uma mensagem ao companheiro. “Quero fazer uma justa homenagem ao Thalis, meu namorado, por compreender as justas ausências”, declarou-se. Ao final, ele desejou sorte a Dória.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Eduardo Leite ataca Bolsonaro
O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite e namorado
Compartilhe