Corpo é encontrado carbonizado dentro de carro incendiado na Itinga

Corpo é encontrado carbonizado

Corpo é encontrado carbonizado em Itinga

O corpo de um homem, que foi brutalmente assassinado, foi encontrado carbonizado e dentro de um veículo incendiado, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, na na última quinta-feira (11/07). O crime aconteceu em plena luz do dia, por volta das 16h40, próximo a Lagoa Picuaia, que fica em Vida Nova, no bairro de Itinga. Corpo é encontrado carbonizado

Veja também: Aliado de Moema tenta comprar Coca Branco com vagas de emprego na prefeitura

Corpo é encontrado carbonizado

Veja também: Professor de catequese estupra 12 crianças da família dele

De acordo com a fonte do Informe Baiano, a vítima era motorista de aplicativos, a exemplo de Uber e 99pop. Porém, a Polícia Civil disse em nota que “aguarda o laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) para a identificação da vítima e complementar as investigações”. As circunstâncias da morte, assim como a autoria, são investigadas pela 27ª Delegacia Territorial (DT).

Lauro de Freitas é a segunda cidade mais violenta do Brasil

O município de Lauro de Freitas ganhou destaque na imprensa nacional de uma forma trágica: é a segunda cidade mais violenta do Brasil, de acordo com o Atlas da Violência 2017, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de SegurançaPública (FBSP), tendo como base os dados de 2015.

Com uma população de 191.436 habitantes, Lauro de Freitas registrou 177 homicídios, o que equivale a uma taxa de 92,5%. O município baiano só perde para a cidade de Altamira (PA), cuja taxa é de 105,2%. Simões Filho (84,1%), Teixeira de Freitas (72,2%) e Porto Seguro aparecem na lista dos dez municípios mais violentos do Brasil.

Brasil
A pesquisa do IPEA e FBSP utilizou a base de dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde, em 2015. Neste ano houve 59.080 homicídios no país, o que equivale a uma taxa por 100 mil habitantes de 28,9%.

Para se ter uma noção do absurdo, em apenas três semanas, o total de assassinatos no Brasil supera a quantidade de pessoas que foram mortas em todos os ataques terroristas no mundo, nos cinco primeiros meses de 2017, e que envolveram 498 casos, resultando em 3.314 indivíduos mortos.

Compartilhe