Conserto do muro em estádio de Lauro de Freitas vai custar R$ 304 mil aos cofres públicos

estádio de Lauro de Freitas

Conserto do muro em estádio de Lauro de Freitas vai custar R$ 304 mil

A Prefeitura de Lauro de Freitas por meio de Diário Oficial, publicou ato judicial e homologação para a reconstrução de um muro do Estádio Gerino de Souza Filho no valor de R$ 304.404,51 (trezentos e quatro mil, quatrocentos quatro reais e cinquenta e um centavos) requisitado pela Secretaria de Infraestrutura. Muro do estádio de Lauro de Freitas.

Leia mais: Damares tem morte anunciada, tragédia deixa público sem acreditar e causa espanto

Leia mais: Bruna Linzmeyer aparece com blusa transparente e seios à mostra

 

Valor considerado alto, segundo internautas indignados com o montante de dinheiro para uma pequena obra, que danificou devido as fortes chuvas que atingiram a cidade no dia 03 de dezembro do ano passado mas que só agora será resolvido após inicio das obras.

Segundo informações de algumas pessoas que entraram em contato com nossa direção, esse valor daria para comprar um Village em um dos locais considerados de classe alta na cidade, na orla de Ipitanga.

O estádio fica localizado na Avenida Brigadeiro Mário Epinghaus, no Centro de Lauro de Freitas. No dia do incidente, parte dos escombros atingiu o asfalto e prejudicaram o trânsito.

Outras obras estão paradas há quase de 1 ano, é o caso da Praça do Largo do Caranguejo que entrou na lista de obras da prefeitura, mas que até agora não foram concluídas, causando assim transtorno e prejuízos para os comerciantes e impedindo o lazer da população.

O que chama a atenção da população, é também a ausência de transparência nas contrapartidas das obras do município por parte da administração atual, apesar de possuir lei municipal com suas finalidades.

Lauro de Freitas é a segunda cidade mais violenta do país; outros três municípios baianos estão nos 10 mais

Quatro cidades baianas estão entre os dez municípios mais violentos do país, segundo o Atlas da Violência 2017, divulgado nesta segunda-feira (5). De acordo com o ranking, Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), é a segunda cidade do pais com a maior taxas de homicídio e de mortes violentas.

O estudo analisa os dados mais recentes do Ministério da Saúde, referentes ao ano de 2015, e utiliza como critério a soma das taxas de homicídio e de mortes violentas com causa indeterminada (índice classificado pela sigla ‘MVCI’). Outros três municípios baianos aparecem no ranking: Simões Filho, na quinta posição, Teixeira de Freitas, na sétima, e Porto Seguro, na nona.

O ranking só leva em consideração cidades que possuem população superior a 100 mil habitantes, e oito dos 10 primeiros municípios estão no Nordeste.

Compartilhe