Como sobreviver ao fim de um relacionamento que parecia ser perfeito?

Como sobreviver ao fim de um relacionamento que parecia ser perfeito

Como sobreviver ao fim de um relacionamento que parecia ser perfeito e eterno

Todas as separações que envolveram um grande amor têm o seu período de luto. É só a primeira etapa do processo.

Aquela paixão parecia ser eterna, perfeita, mas chegou ao fim. A dor da separação é insuportável, uma perda imensa. O que fazer para ter forças e seguir em frente se a vontade é só ficar isolada do mundo? Como preparar o coração para abrir espaço para um novo amor?

Leia mais: Todas essas doenças são causadas pelo forno micro-ondas

Se a relação terminou, você provavelmente não reparou nos sinais de que ela havia deixado de ser maravilhosa há algum tempo, ou preferiu ignorá-los. Este é o momento de fazer uma autoanálise e refletir a respeito dos erros e acertos, sem procurar culpados. A felicidade não foi eterna como você queria, mas valeu enquanto durou. Neste momento de fragilidade de sentimentos e até da autoestima, dê um tempo a si mesma. Vale falar, desabafar, chorar, mas deixe doer. Todas as separações que envolveram um grande amor têm o seu período de luto. É só a primeira etapa do processo. Aceite-a com serenidade. Acredite que a dor vai passar, tudo passa.

Por mais que seja dolorido, afaste-se do seu ex. Talvez, um dia, vocês até possam ser amigos, mas não agora. Corte os vínculos, mantenha a distância para evitar sofrimentos desnecessários. Controle a vontade de seguir a pessoa pelas redes sociais, de procurar saber o que ele anda fazendo por amigos em comum e também não saia falando mal dele por aí. Nada disso irá trazê-lo de volta e muito menos ajudará você a esquecer. Não se torture. Você precisa seguir em frente.

Como sobreviver ao fim de um relacionamento que parecia ser perfeito

Depois de secar as lágrimas, é tempo de ocupar o seu tempo com hobbies, procurar fazer algo diferente que proporcione prazer e preencha as suas horas ociosas. Um novo curso poderá trazer uma motivação extra, explore uma habilidade. Pratique atividade física, o seu organismo será estimulado a produzir substâncias relacionadas ao bem-estar. Cerque-se dos seus amigos, evite ficar em casa sozinha rodeada de lembranças. Mude a decoração, o jogo de lençol, enfeite a sua casa com flores. Você merece!

Aprenda a se aceitar, a ser gentil e amorosa consigo mesma. A autocompaixão é tão importante quanto à autoestima! E, de uma vez por todas, comece a se amar! Você é a sua melhor companhia, antes de tudo. Estar sozinha pode ser compensador, é o momento de se conhecer profundamente, descobrir o que move você pela vida. Ouse se permitir uma transformação. Deixe para trás tudo aquilo que não oferece mais satisfação, afinal, você pode assumir os seus desejos e fazer diferente de agora em diante.

Passado o momento inicial de extrema fragilidade, você perceberá que o relacionamento frustrado acrescentou mais experiência na bagagem. É hora de voltar a sonhar e abrir espaço no coração. Respire fundo e siga sem medo. Com mais maturidade, esteja pronta para vivenciar novas experiências. Não importa quanto tempo as relações durem, o mais importante é aquilo que acrescentaram às nossas vidas. Sim, finais felizes existem! Seja persistente e você encontrará o seu!

Fonte: afnoticias

 

Compartilhe