Prefeitura de Lauro de Freitas é investigada

Prefeitura de Lauro de Freitas é investigada por fraude em licitação 

A vereadora de Lauro de Freitas, Débora Régis (PL), afirmou na última quinta-feira, 19, que há indícios de fraude em licitação para a compra de tablets pela Prefeitura, que seriam disponibilizados a estudantes da rede pública. Prefeitura de Lauro de Freitas é investigada

Em entrevista ao programa Bahia no Ar, a edil desconfiou do fato de uma empresa de grande porte ter sido “desclassificada” pela ausência de assistência técnica na “região metropolitana”.

“Eu fui surpreendida no Diário Oficial dizendo que a Multilaser tinha sido desclassificada […] E aí eu fui procurar saber o porque ela tinha sido desclassificada. A comissão de licitação informou que ela foi desclassificada porque na Região Metropolitana não tinha assistência técnica”, relatou.

Débora diz ainda que a empresa vencedora do certame, a Conceito Comunicações, alterou o valor do capital social de R$ 200 mil para R$ 2,4 milhões em apenas dois meses.

Uma série de irregularidades envolvendo a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), ganharam destaque nas emissoras de TV de Salvador. A mais grave delas foi ao ar hoje (23), na Rede Record.

Segundo a denúncia, a prefeita Moema Gramacho estaria envolvida em fraude em licitação na compra de tablets, o equivalente a quase R$ 3 milhões.

Além de ter a licitação direcionada a seu favor, a empresa “vencedora” do certame da Prefeitura de Lauro de Freitas não entregou qualquer equipamento previsto em contrato.

O Ministério Público Federal (MPF) vai investigar o caso.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe